• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Greve PN. Há três anos MpD foi contra tropa nas ruas

Ministro da Administração Interna quer militares a fazer o patrulhamento das ruas, enquanto se mantiver a greve dos agentes da Polícia Nacional, iniciada ontem e que vai até amanhã, 29. Em 2014, o MpD, hoje no Governo, era contra essa ideia.

Presidente do CSMJ abre inquérito para apurar eventual corrupção na justiça

O presidente do Conselho Superior de Magistratura Judicial (CSMJ), Bernardino Delgado, acaba de anunciar que vai abrir um inquérito para apuramento das recentes denúncias do advogado Amadeu Oliveira, sobre a corrupção e adulteração de provas no Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Justiça. Ministério Público regista diminuição de 11,4% de processos entrados no judicial 2016/17

O número de processos entrados no Ministério Publico, no ano judicial 2016/17, diminuiu em 11,4% face ao ano anterior, tendo passado de pouco mais de 29 mil para 26 mil 376 processos, o que denota redução da criminalidade a nível nacional.

Sondagem. O desemprego é o maior problema de Cabo Verde

Uma sondagem realizada em Agosto pela Pitagórica, sob encomenda da Presidência da República, mostra que 80 por cento dos cabo-verdianos consideram o desemprego como o maior problema do país. Já 31 por cento entendem que é a segurança e 17 por cento defendem que é a violência.

SEGURANÇA: o dilema atual dos cabo-verdianos

No passado recente, a atual maioria do MPD, enquanto oposição democrática parlamentar, explorou até à exaustão o problema da segurança dos cabo-verdianos e seus bens, acusando o Governo de então de insensibilidade face à situação prevalecente. 

Santiago quer segurança

Lembro-me como ontem do outdoor do MPD afixado em Quebra Canela, em plena campanha eleitoral para as legislativas de março de 2016, com o slogan: “SANTIAGO QUER SEGURANÇA”.  

Privatizações e "conversa fiada"

1. Há dias, um amigo perguntou-me porque razão o governo não privatiza a GESTÃO da criminalidade e da insegurança na cidade da Praia - privatização com a qual até concordo. Era só passar essa gestão para um privado e - de uma vez por todas - ficaria logo resolvido esse que é um dos maiores problemas da capital do país. Quanto mais pensava nessa pergunta, mais pertinente me parecia. Afinal, a gestão privada não é aquela que garante o máximo de eficiência, eficácia e os melhores resultados que jamais serão alcançados pelo sector público preguiçoso, comunista, ineficaz e...