Pub

boas novas

Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito (Josué 1:8a)

O que você faria se tivesse de substituir alguém muito competente em sua função? Os sentimentos mais diversos acometem pessoas que passam por essa experiência. Muitos ficam felizes com a oportunidade. Outros passam por medo e ansiedade, pensando que não conseguirão.

Josué é o conhecido sucessor de Moisés. Por vezes já me perguntei o que passou em seu coração quando Deus o incumbiu dessa nobre tarefa. O desafio era enorme. Liderar um povo numeroso, guiá-lo na tomada da terra prometida, ensiná-lo a viver dia a dia com Deus, lidar com reclamações e murmúrios, etc.

Sem dúvidas a luta seria imensa. Mas Josué era alguém que já caminhava com Deus há muito tempo. Sabia que o Deus que chama também capacita, concedendo o que for necessário para cumprir suas ordens. E Deus dá uma certeza: “O Senhor, o seu Deus, estará com você por onde andar” (v 9b). Basta seguir sua orientação. Na leitura de todo o livro de Josué chama a atenção que não encontramos repreensões de Deus a Josué. Temos a história da tomada da terra (o que não foi algo fácil), e quando esta fase termina há um momento de renovação da aliança entre Deus e o povo. Josué expõe a situação, lembrando o passado, tanto os momentos em que o povo andou com Deus e foi abençoado, como os momentos em que se desviou dele, sofrendo as consequências. O povo é colocado diante de uma escolha, que também demanda coragem. Josué deixa bem claro: “Eu e a minha família serviremos ao Senhor” (Josué 24:15b), não importa a escolha dos outros. 

Quem anda com o Senhor sabe que as escolhas a fazer e decisões a tomar não são fáceis do que as de pessoas que não vivem com Deus. Mas também sabe que a certeza da presença de Deus, conduzindo as decisões, dá coragem necessária para enfrentar todas as situações.

Leitura Bíblica: Josué 1:1-9

Hoje você precisará fazer escolhas e tomar decisões. A melhor delas é fazer isso na presença de Deus.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Tadeu Sanches 30-06-2018 19:18
Brincar com o Santo Nome de Deus. Eis o mais novo divertimento do Paicv.
Responder
0 # José de Castro 30-06-2018 18:14
Falsos profetas e mentirosos. Depois de fazer da vida dos religiosos diabos é quatro. Prenderam padres, confiscaram propriedade da Igreja, adoraram o marxismo como ideologia do Estado para combater o Cristianismo, agora, com maior cara de pau, ofendem o Santo Nome de Deus.
Responder