• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Porquê que o 1º Ministro Ulisses Correia e Silva se mantém lapidu no Ministro Paulo Rocha?

As acusações gravíssimas constantes no jornal, noutras paragens onde um membro do governo exerce a função pública com desapego, com dignidade, com respeito para com os seus pares, mas também onde o 1º ministro tem pulso e controlo sobre os membros do seu executivo, já teria acontecido uma das duas coisas: o ministro já teria pedido a sua demissão para lavar a sua cara ou então o Sr. primeiro-ministro já o teria demitido. É assim nos países civilizados e assim acontece no nosso país colonizador, Portugal.

Remessas enviadas pelos emigrantes para Cabo Verde já aumentaram quase 40% em 2021

As remessas enviadas pelos emigrantes cabo-verdianos para o arquipélago já cresceram quase 40% em 2021, até setembro, para quase 20.718 milhões de escudos (187,5 milhões de euros), segundo dados do banco central.

Câmara do Turismo adia assembleia electiva alegando “assinalável incidência da Ómicron” (!) em Cabo Verde

A Câmara do Turismo de Cabo Verde, presidida por Gualberto do Rosário, decidiu adiar sine die a sua assembleia geral electiva alegando, pasme-se!, “o surgimento de uma nova variante da Covid-19, a Ómicron (...), com assinalável incidência no nosso país”, quando os testes ainda não comprovaram a presença dessa estirpe do Sars-Cov2 no arquipélago.

Narcotráfico. Ministério Público investiga ministro Paulo Rocha por “homicídio agravado”

A Procuradoria da República da Praia está a investigar o actual ministro da Administração Interna e ex-director Da Polícia Judiciária, Paulo Rocha - e outros elementos da PJ -, por alegado envolvimento, em circunstâncias pouco claras, no “homicídio agravado” de Zezito Denti d’Oru, tido como o autor material do assassinato, a sangue frio, da mãe da inspectora, Kátia Tavares, em 2014, supostamente a mando de Paulo Pereira, principal elemento do grupo de narcotráfico condenado no âmbito do processo Lancha Voadora.

“Vamos privilegiar a cultura da integração e do conhecimento e sua mobilização para a ação”  

Palavras da candidata ao cargo de Reitora da Universidade de Cabo Verde, Maria de Lourdes Gonçalves, doutorada em Desenvolvimento Rural pela Faculdade de Ciências Económicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil), mestrada em Ciências Sociais pela Universidade de Cabo Verde e Licenciada em Antropologia pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (Portugal), numa entrevista exclusiva ao Santiago Magazine. Confira!

A poesia em mim  

Mas se me perguntar porque escrevo versos/Não teria palavras para responder

O que é que o MpD quer da Câmara Municipal da Praia?  

Os vereadores do MpD seguem milimetricamente todos os passos do Samilo, mas ninguém conhece os seus agravos. Será também algum conflito de competências? Ou o “partido da democracia” não quer aceitar o veredito popular de 25 de outubro de 2020, que elegeu o PAICV para liderar o município da Praia até 2024? Sendo um partido de carater, a conduta do MpD deve traduzir o seu nome – “partido da democracia”. Ou não é assim?... De modo que, chegou o momento de o MpD declarar aos cabo-verdianos se aceita ou não os resultados eleitorais na Praia, assim abrindo o jogo sobre o que...