• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Eleições em Angola, o que pude ver - texto de Rui Semedo

Tive a oportunidade de ser, entre mais de duas centenas presentes, um dos observadores internacionais a acompanhar as eleições gerais em Angola. Pelos escassos dias de presença em Luanda apanhei a parte final da campanha onde todas as emoções se concentravam e já se proferiam discursos de consolidação da jornada eleitoral.

Euclides Silva vai a Portugal participar na Universidade de Verão da JSD

O líder da Juventude para Democracia (JpD) lidera uma comitiva que estará em Portugal de 28 de Agosto a 3 de Setembro, para participar na Universidade de Verão organizada pela Juventude Social Democrata (JSD).

Defender a Democracia

A tentativa de esquartejar a cidadania e o desrespeito à oposição democrática não qualifica a democracia. A política é uma função nobre e pedagógica. Dos atores políticos e de quem nos governa, espera-se ética comunicativa, atitude responsável e sentido de estado.

Partido Popular. “Privatização é um recuo ao estado social e não visa o interesse nacional”

O Partido Popular (PP) está frontalmente contra o processo de privatização das empresas públicas está sendo implementada pelo Governo de Ulisses Correia e Silva, que classifica de "um recuo do estado sociale não visa o interesse nacional".

Cidade Velha. PAICV considera “vergonhosa” e “preocupante” a desprofissionalização de Apolinário das Neves

Líder da bancada municipal do PAICV na Ribeira Grande de Santiago considera que a posição assumida pelos deputados municipais do MpD representa um “duro golpe para a democracia e põe em causa os mais elementares princípios de um Estado de Direito Democrático”.

Eleições em Angola. JMN diz que chefiar missão de UA é orgulho para Cabo Verde

O ex-primeiro-ministro, José Maria Neves, disse hoje que o convite para chefiar a delegação da União Africana (UA) como observadora das eleições em Angola é um “motivo de orgulho” para Cabo Verde.

Golpe baixo na Cidade Velha - texto de David Veiga

Apolinário das Neves pode não ser hoje para o MpD o sargento de combate que fora até aqui. Mas, como diz o ditado, o diabo não deve ser tão feio como agora o pintam. Se for, foi o MpD que o viu bonito. E é o MpD que o quer transformar num monstro.