• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Legislativas em Cabo Verde. Regras institucionais contam

As eleições autárquicas do passado mês de Outubro de 2020, a quase seis meses atrás, alterou profundamente o mapa eleitoral e político: saiu-se de uma situação em que o MpD dominava eleitoralmente, do norte ao sul do país, detendo as principais Câmaras Municipais para uma nova situação de maior equilíbrio entre os “tambarinas” e os “ventoinhas”. O MpD, não obstante, ter tido maior número de votos absolutos do que o PAICV nas últimas eleições autárquicas, perdeu mais de 20.000 votos de 2016 a 2020 e estreitou-se a diferença na votação para o PAICV. Nas eleições...

Os “Coveiros” do Mercado de Coco. Ou de como a culpa morre solteira…

Três eminentes figuras do cenário político cabo-verdiano assumem a identidade de “Coveiros” de mais de um milhão de contos enterrados nesta que também é chamada de “Obra de Santa Engrácia” - Ulisses Correia e Silva, presidente do MpD e primeiro-ministro de Cabo Verde; Óscar Santos, presidente da Câmara Municipal da Praia até 20 de novembro de 2020, e atual Governador do Banco de Cabo Verde; e Alberto Melo, Beta, atual presidente da Comissão Política Regional de Santiago Sul do MpD. Em 2011 era Ulisses Correia e Silva presidente da Câmara Municipal da Praia, e foi ele o...

Mercado de Coco. Mais de 1 milhão de contos já enterrados e sem data de conclusão à vista. Francisco Carvalho fala em “obra da vergonha”

Cerca de um milhão contos já consumidos, em 10 anos de construção, a obra do Mercado de Coco ainda vai longe da conclusão, tendo passado pelas mãos de 3 empresas de construção: Construções de Cabo Verde (CVC), Sogei e Consórcio Elevolution/Construção Barreto. Com orçamento inicial de cerca de 350 mil contos, esta “obra da vergonha”, como adjetivou o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, já atingiu uma derrapagem financeira de mais de 300 por cento, prevendo-se que até 2030 poderá custar só em juros junto da Bolsa de Valores acima de 520 mil contos.

Governo nega suspensão de obras e aconselha câmara da Praia a ter postura de “proximidade e elegância”

A ministra das Infra-estruturas e Habitação, Eunice Silva, afirmou hoje que o Governo “não suspendeu nenhuma obra” na Cidade da Praia e aconselhou a autarquia praiense a ter postura de “proximidade e elegância”.

CMP diz que não parou as obras municipais. “As empresas abandonaram as obras logo após as eleições”

A Câmara Municipal da Praia (CMP) chamou a imprensa esta manhã, para partilhar com o país a situação das obras municipais herdadas da gestão anterior, em jeito de respostas aos ataques do MpD, segundo os quais a atual equipa liderada por Francisco Carvalho terá abandonado as obras municipais, supostamente por "incapacidade" ou "impreparação" para o exercício do cargo. O vereador Samilo Moreira, recusa os ataques e afirma que “a Câmara Municipal não parou as obras. As empresas é que abandonar as obras, ou por desconfiança em relação à própria empreitada ou por causa das...

MpD diz que actual equipa camarária da Praia não tem condições para governar o município que alberga a capital do País

O coordenador da Comissão Política Concelhia da Praia do  MpD, Alberto Melo, considerou hoje que a actual  equipa camarária “não tem condições” para governar o   município que alberga a capital do País.

CMP e a gestão de “compadres” montada pelo MpD. A dívida do município atinge valores superiores a 2,5 milhões de contos

A 31 de dezembro de 2020, a Câmara Municipal da Praia (CMP) tinha uma dívida pública superior a 2,5 milhões de contos, dos quais cerca de 800 mil contos resultam de empreitadas. Tendo em conta que entre 25 de outubro de 2020, dia das eleições, e 20 de novembro, dia do empossamento de Francisco Carvalho, registaram-se pagamentos de faturas em valores próximos de 500 mil contos, pode-se afirmar que as dívidas totais do partido liderado por Ulisses Correia e Silva na CMP atingiriam valores acima dos 3 milhões de contos, segundo dados na posse de Santiago Magazine. Feitas as contas, as...