• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

A destruição do PAICV e a democracia cabo-verdiana

E de repente a democracia cabo-verdiana se descobre num terreno pantanoso. E o perigo de se afogar no lodaçal do imediatismo e das oportunidades conjunturais é hoje uma hipótese cada vez mais real, evidente, verificável, não exigindo qualquer esforço de análise ou estudo mais aprofundado, só possíveis aos mais avisados. Porque o povo já deu conta do estado das coisas e não está contente com o que passou a ver e a perceber.

José Eduardo dos Santos convida Pedro Pires e JM Neves para observar eleições em Angola

Ao todo são 3 mil observadores, angolanos e estrangeiros, para acompanhar as eleições de 23 de Agosto próximo em Angola. Pedro Pires e José Maria Neves integram a missão.

Cooperação. Cabo Verde organiza seminário “Structured Trade Finance” em Novembro

É um encontro de banqueiros e tem como finalidade “pegar em operações de risco muito elevado (muito comuns em África) e transformá-los em negócios mais aceitáveis”. Palavras de Amr Kamel, vice-presidente executivo do Banco Africano de Importação e Exportação (Afreximbank), pai do evento.

Embaixadas não prestam contas. Estará o poder na rua?...

O poder não pode andar na rua. O Tribunal de Contas (TC) é competente para cumprir e fazer cumprir as leis sobre prestação de contas do Estado. E para isso não precisa da “bengala” de nenhum membro do Governo, só das leis. Chega a ser anedótico o fiscalizador pedir apoio ao fiscalizado sobre matéria da sua competência.   

Polémica Campus Uni-CV. Pró-Praia e Vos di Santiago repudiam abaixo-assinado de São Vicente

“Não deixaremos que nos levem de novo um projecto desses”, garante o presidente da Pró-Praia, que promete também “inundar as instituições com abaixo-assinados”. O líder da Vos di Santiago fala de algum extremismo no tratamento da questão.

República Centro-Africana: Capacetes Azuis congoleses repatriados por denúncias de abuso sexual

Cerca de 600 Capacetes Azuis da República Popular do Congo, em missão na República Centro-Africana, serão repatriados. Na origem estão crescentes denúncias de abusos sexuais.

Silvino Fernandes. “Voz di Santiago não vem dividir o país”

Presidente da Associação Voz di Santiago explica as razões por detrás da criação da VdS. E fala sobre a regionalização. “Não somos nem a favor, nem contra. Apenas estamos atentos para salvaguardar os interesses de Santiago e de Cabo Verde”, garante.