Pub

justica ma

O Tribunal decretou termo de identidade e residência (TIR) para dois indivíduos, suspeitos de prática de coautoria, de crimes de homicídio, roubo, violação de correspondência e telecomunicações e sequestro na ilha de Boa Vista.

Apresentação periódica, interdição de saída do país e pagamento de uma caução no valor de um milhão de escudos, a cada um deles, são outras medidas de coação aplicadas aos dois indivíduos, que foram na segunda-feira presentes as autoridades judiciais.

Em nota de imprensa, a Polícia Judiciária refere que os dois homens, de 47 e 49 anos, nacionalidade Espanhola e Venezuelana, são suspeitos da pratica dos referidos crimes, que terão acontecido no interior de um estabelecimento hoteleiro na ilha de Boa Vista.

De acordo com a mesma fonte, os dois detidos, que exerciam funções de director e subdiretor, nesse estabelecimento, terão cometido estes crimes contra um funcionário, natural da ilha de São Vicente, devido a desavenças entre eles.

Os dois suspeitos terão trazido à Cabo Verde, um indivíduo de Senegal, propositadamente para o efeito.

Segundo a PJ, estas detenções aconteceram no sábado, 14, depois se cumprir o mandato de detenção, fora do flagrante delito, do Ministério Público, através do Núcleo de Prevenção e Investigação Criminal da Boa Vista (NPIBV).

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar