Pub
Por: Lino Magno

 lino magno

Quase todos nós já tivemos alguma vez um comportamento preconceituoso. Ouvimos, falamos e concebemos idéias preconcebidas sem uma prévia compreensão assertiva e conclusiva sobre as informações obtidas. Comprometendo a conclusão da verdade, quanto a veracidade dos fatos.

Em geral, somos acríticos e ingênuos. A razão disso: Pertencemos uma sociedade vulnerável em matéria da cultura de análise e uma mente colectiva inculta. Em tudo acreditamos e em tudo cremos. Isso nos torna menos protegidos e mais abertos aos problemas interpessoais, profissionais e sociais. Não somos ensinados a desenvolver a arte da dúvida sábia e inteligente. Pulamos as étalas, antecipando inverdades e gerando ambiguidades.

A vida é feita de análises acuradas, valores e princípios. A ausência desses elementos orientadores, compromete o centro plausível da verdade e a construção de relacionamentos frutíferos. Aceitamos as informações recebidas como definitivas e verdadeiras. Salienta-se que, para formarmos um conceito, será preciso um conhecimento verídico, análise eficiente e liberdade psíquica. Fora disso, formamos uma razão sem razão, uma causa sem causa e nos projetamos de uma forma imprudente.

Anulando os resultados, aceitando um processo inconclusivo e iracional. Quem escuta sem analisar, se perde nas decisões. Vivemos numa sociedade em que o preconceito interpessoal em seu vários domínios atua como uma atitude permanente, esfacelando relacionamentos, amizades e perdas em vários domínios.

Um caráter básico do preconceito interpessoal é a superficialidade e a cultura da intriga, por outro lado, não passa pelo crivo da verdade. Fundamenta-se em razoabilidade e concepções pobres na forma de pensar e agir. Quem atua no preconceito quase sempre padece e acaba-se em pobreza comportamental. Nada pode estagnar o avanço pessoal e interpessoal do que ações preconceituosas. Sua origem está numa inconsistência de carácter, ausência de conhecimento, incompreensão e uma cultura latu senso superficial.

O preconceito interpessoal, obscurece a mente, neutraliza um saber legítimo e saudável. Cria obstáculos relacionais, formando bases negativas e nos distância da verdade.

Comentar