Pub

Campanha José Sanches

O deputado do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), José Sanches, anunciou este sábado, 7 de dezembro, que não vai candidatar-se à liderança do partido por considerar haver “manipulação” e “degradação” de princípios e valores edificados pelo partido democrático.

José Sanches fez este anúncio numa declaração à imprensa efctuada na Assembleia Nacional, tendo na altura afirmado que “pela primeira vez no mundo um partido democrático vai ao congresso com um número maior de delegados natos em relação a delegados a serem eleitos”.

“A Janira, ou seja, a direcção do PAICV tem como delegados natos 193 delegados para o congresso e falta eleger 171, o que é inédito na democracia a nível mundial. Antes das eleições internas a actual líder do partido já tem vitória conseguida com cerca de 60%”, destacou.

Segundo José Sanches, a direcção do PAICV tudo fez para “inviabilizar” a sua candidatura que, no seu ponto de vista, estava a merecer “uma grande simpatia dos militantes.

O deputado do PAICV disse, ainda, que a direcção do partido sempre concebeu estas eleições internas como um simples escrutínio de recondução, pelo que, furtaram-se ao dever de colaboração, e socorrendo-se de todo o tipo de armadilha, inviabilizaram a candidatura de uma proposta alternativa de governação do partido aos militantes.

“A sonegação da base de dados solicitados, não nos foi facultado, a criação de comissões para organização do congresso e criação de comissão para revisão dos estatutos do partido, com elementos afectos a uma única candidatura, e redução de número de militantes cerca de 36 mil para 30 mil foi um assalto ao partido”, acrescentou.

Porém o mais grave de tudo isso, conforme José Sanches, consiste na redução do número de delegados ao Congresso de cerca de 500 ou 600 para 364 delegados.

O deputado do PAICV ressaltou, ainda, que era o seu desejo fazer desta jornada um momento de reflexão e recuperação do partido, pois, os cabo-verdianos merecem que o PAICV seja coeso e aja na tolerância e diálogo, sem que a oposição contrária seja arma de eliminação de qualquer militante que não esteja atado à actua liderança.

“Com tudo isto decidimos viver pela democracia com transparência, com verdade e sem medo. Hoje é nosso propósito afirmar a Cabo Verde e cabo-verdianos que não vamos inviabilizar esta farsa que se convencionou chamar de eleições internas do PAICV”, ajuntou.

Na sua declaração, José Sanches reafirmou a sua disponibilidade em continuar o seu projecto de unir e trabalhar pela unidade dos membros do PAICV.

O Congresso do maior partido da oposição vai acontecer com 364 delegados, sendo 121 delegados natos, 36 quota do JPAI, 36 quota para Federação das Mulheres e 171 delegados eleitos.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

-6 # Lurdes 07-12-2019 19:07
Tudo indica que o paicv vai ter uma derrota pesada nas autarquicas pode ate perder as duas câmaras conquistadas em 2016, espero que caso essa profecia se concretize os discípulos de janira não virão a culpar Júlio correia e filu, eles ja alertaram pelo afundanço do barco, todo mundo esta a ver que o paicv vai cair pior que 2016, não por mérito do mpd, mas pela incompetência da líder em criar sinergias para o partido
Responder
+1 # Sempre actualizado 07-12-2019 17:52
Shame om you Nelson Centeio...
Responder
+5 # Atlovir 07-12-2019 17:29
... “Quem ganhar dever dirigir, quem perder deve ajudar a unir esforços”.
Responder
-6 # John Miller 07-12-2019 17:29
Partido Único!
Responder
-1 # John Miller 08-12-2019 16:03
Confirma-se, pelas reações negativas, que essa gente não aceita a pluralidade e opinião contrária. Partido ÚNICO, ontem, hoje e sempre!
Responder
+7 # Viva JHA E sempre dj 07-12-2019 16:57
Mister a intenção foi boa, mas justificar a dificuldade de conseguir cumprir os requisitos exigidos para se candidatar com argumentos falacioso é da tamanha pouca vergonha para o grupo de reflexão. Agora meus senhores o PAICV nunca vai eleger manhosos que agem na sombra para tentarem derrubar líder eleito democraticamente e aqueles que associa com partido no poder para aprovar Regionalização e Estatuto de Titulares de Cargos políticos, desrespeitando orientação do líder e do partido. Esses nunca chegarão a liderança do grande partido PAICV. Porque não compactua com falta de carácter e desonestidade.
Fiquem tranquilo porque 2020 e 2021 sob continuidade da actual liderança venceremos todas as eleições. O povo quer mudança outra vez porque apostou no barco furado, caiu no conto do vigário, comprou alho por borgalho. Mpd foi uma decepção para cabo-verdianos. Passar bem...
Responder
+6 # Terra-terra 07-12-2019 16:53
Declraracoes dem nexo e contraditorias do capanga de Filu e Julio Correia! Por que nenhum desses dois nao se candidata? Um porque esta cansado de derrotas, outro porque so fica pelo discurso, hoje, oco. Ambos nao se demoraram no cargo de ministro por incompetencia. So aguardam reforma nessa cadeira do parlamento. Que vergonha!
O desconhecido Ze Sanches, mal-amado no seu proprio torao percebe que nao tem estofo ainda para liderar o partido e se queima desnecessariamente. Ao menos fosse sensato, humilde e honesto, em vez de tentar criar conflitos no partido. Ele, i chefe dele & companhia guardam rancores de tantas brigas e derrotas com o Ze Maria Neves, e procuram vingancas em terreno alheio. Esses, juntos, dois vidiram o partido e se queimam politicamente. Ao menos o Ze Maria, outro respondavel por essa fivisao esta tomando ar por fora, rsoreitando alguma beata. E os outros por que nao renunciam rssa de[censurado]ncia e regressar aos quadros de origem? Por vergonha? Haja paciencia!...
Responder
+2 # Hollanda 07-12-2019 16:50
Midjor kuza ki bzot faze... E dentro en breve vamos ter que fazer una limpeza ou seja " you are with us or against us". Viva JHA... Viva PAICV e viva for um PAICV coeso....
Ps. A lei pune o contrafactor);!
Responder
-2 # John Miller 07-12-2019 18:37
Coeso? A ver vamos!
Responder