• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Desmascarando Pretensões: Quando Amadores Tentam Ser Mais Cabralistas que Cabral

" Se formos a ver bem, oscabo-verdianos não são deCabo Verde"

Kabral kâ móri

Num tempo em que a «identidade» se tornou numa das categorias-chave da política, e uma espécie de categoria «catch-all» (como agora se provou com a polémica no parlamento cabo-verdiano), com todos os equívocos e confusões que isso acarreta, dialogar com o pensamento de Amílcar Cabral e compreender como recusava qualquer mística à sua «africanidade» que não se fundasse na luta, ganha uma renovada pertinência. Perdi o rasto ao texto onde uma vez li que Cabral seria o “contraponto lusófono de Fanon” e, com efeito, eles convergem nesta defesa acérrima da política como lugar...

Presidência da República promove programa especial de homenagem a António Mascarenhas Monteiro

A Presidência da República promove, no próximo dia 22 de Fevereiro, um programa especial de homenagem a António Mascarenhas Monteiro, primeiro Chefe de Estado cabo-verdiano eleito democraticamente, em 1991, que faleceu a 16 de Setembro de 2016.

Líder do partido MADEM denuncia ditadura na Guiné-Bissau

O coordenador do Movimento para a Alternância Democrática (MADEM – G15), Braima Camará, denunciou hoje a ditadura na Guiné-Bissau ao reagir a uma situação com a polícia e militantes do seu partido no aeroporto de Bissau.

Câmara Municipal da Praia cria concurso de artigos científicos sobre Amílcar Cabral

A Câmara Municipal da Praia vai criar um concurso de artigos científicos no âmbito do centenário do nascimento de Amílcar Cabral, que acontece este ano, anunciou hoje a autarquia.

Antropólogo Brito-Semedo afirma que as ilhas cabo-verdianas não são africanas

O antropólogo Manuel Brito-Semedo afirmou hoje que as ilhas cabo-verdianas não são africanas e que o destino deste país não é África, pois a sua viragem é “toda para a Europa”.

Analistas políticos admitem que o legado de Amílcar Cabral precisa ser melhor disseminado na sociedade cabo-verdiana

Os analistas políticos e estudiosos de Amílcar Cabral Daniel Santos e Abel Djassi Amado consideram que o legado de Amílcar Cabral, falecido há 51 anos, não está bem disseminado na sociedade cabo-verdiana.