• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Parlamento. MpD diz ser falsa a ideia de que os jornalistas podem publicar tudo o que quiserem

O líder da bancada parlamentar do MpD, João Gomes, disse hoje, no arranque do debate com o primeiro-ministro sobre a Comunicação Social, que é falsa a ideia de que os jornalistas devem publicar tudo o que quiserem, afirmando ainda que há quem esteja “iludindo os incautos de que não há limites à liberdade de informar e de imprensa”.

Ulisses reconhece "evidentes falhas" de mercado no setor da Comunicação Social

O primeiro-ministro reconheceu hoje no Parlamento que existem evidentes falhas de mercado no setor da comunicação social, afirmando que o mesmo é pequeno, fragmentado pela insularidade e de baixo rendimento face às exigências de sustentabilidade de uma comunicação social de qualidade.

Parlamento. PAICV diz que actual maioria “lida muito mal” com a liberdade de imprensa

O deputado e presidente do PAICV, Rui Semedo, disse hoje no Parlamento que a atual maioria “lida muito mal” com a liberdade de imprensa e que esta atitude está na origem da queda que Cabo Verde registou no índice da classificação dos repórteres sem fronteira.

Cabo Verde, uma brincadeira de Estado de Direito! II

A manipulação da comunicação social, a entrevista do vice-primeiro Ministro, Dr. Olavo Correia, no programa ponto por ponto da TCV, na noite de 17\05\2022, e a fraqueza do nosso estado de direito!

Orlando Dias. ‘A direção do MpD prioriza questões marginais de índole pessoal. Temos que voltar a ser um partido democrático’    

O deputado Orlando Dias, que concorre à liderança do MpD, desferiu duras farpas à actual direcção presidida por Ulisses Correia e Silva, que diz estar a funcionar priorizando ‘questões marginais de índole pessoal’. Mais: ‘É preciso pôr fim ao abandono a que as bases do MpD estão sendo submetidas pela actual liderança do Partido, exceptuando nos períodos eleitorais’.

José Maria Neves pede “debate alargado” para clarificar lei sobre segredo de justiça

O Presidente da República, José Maria Neves, pediu hoje um “debate alargado” para clarificar os “ruídos” legais sobre o acesso às fontes de informação e o segredo de justiça por parte dos jornalistas e órgãos de comunicação social.

Liberdade de imprensa cai 9 pontos em Cabo Verde. Mulheres representam 70% dos Jornalistas no país  

É o que diz o relatório dos Repórteres sem Fronteiras (RSF). Cabo Verde caiu da 27.ª para a 36.ª posição, tendo obtido 75,37 pontos no índice de 2022, menos do que os 79,91 que tinha no ano passado.