• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

UCS diz que manifestação em São Vicente não tem nada a ver com o seu Governo

O primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva disse hoje que a manifestação de centenas de pessoas em São Vicente contra o centralismo não tem nada a ver com o seu Governo, que considera ser o que mais tem feito a descentralização do país.

PM. Governo está mais forte e organizado para melhorar o seu desempenho e servir Cabo Verde

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, defendeu hoje, na Cidade da Praia, que o Governo está “mais forte e organizado” para melhorar o desempenho governamental e “servir Cabo Verde e uma causa”.

Ulisses reforça Governo. Olavo Correia para vice-primeiro-ministro (em actualização)

Ninguém sai. Entram dois ministros e seis secretários de Estado: Alexandre Monteiro, Júlio Herbert (ministros), Carlos Monteiro, Edna Olivera, Gilberto Barros, Amadeu Cruz, Paulo Veiga e Pedro Lopes (secretários de Estado).

Reajuste governamental. Um vice-primeiro-ministro, dois novos ministros e seis secretários de Estado

Este reajuste governamental vai causar um impacto financeiro de 32 mil contos. Destaque para a criação da figura do vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, o que acontece pela segunda vez na história do país (antes, nos finais de 90, Gualberto do Rosário assumira tais funções, acabando depois por se tornar primeiro-ministro com a polémica saída de Carlos Veiga).

"O futuro de Cabo Verde está no mar", defende ministro dos Negócios Estrangeiros

Luis Filipe Tavares afirma que a diplomacia cabo-verdiana terá de se especializar na chamada economia azul para que o país possa produzir a investigação científica e ajudar a encontrar soluções para os problemas de desenvolvimento. Por isso, defendeu, temos que nos virar para o mar.

Já começaram os despedimentos na TACV

Ministro das Finanças confirmou esta manhã, 30, no Parlamento que o Governo já depositou na Caixa Económica 1,5 milhões de contos para indemnizar os trabalhadores da TACV. Os que estão na idade da pré-reforma já começaram a receber as cartas. Nos próximos 15 dias metade dos funcionários irão para casa.

Companhia chinesa interessada em voar para Cabo Verde. Autoridades negoceiam acordo

A companhia chinesa Capital Airlines está interessada em voar para Cabo Verde, trazendo turistas para o arquipélago e já está a ser negociado um acordo aéreo entre Cabo Verde e China para a concretização dessas ligações.