• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Farmácias sem medicamentos, hospitais sem reagentes. Emprofac sob investigação da ERIS

A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) iniciou esta semana uma inspecção contra a Emprofac devido às inúmeras queixas que vem recebendo das várias farmácias do país que reclamam de várias rupturas de medicamentos em todo o arquipélago. Mesmo os hospitais estão sem reagentes e outros equipamentos de cuidados médicos comercializados pela Emprofac. O problema estará nos constantes desentendimentos entre as administradoras Melina Veiga e Ana Ribeiro.

Deputada imputa “erosão” da liberdade de imprensa à “ineficácia das reformas propaladas” pelo Governo

A deputada do PAICV, Carla Lima disse esta segunda-feira, 14, que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível” e imputou “essa queda continua” à “ineficácia das reformas” propaladas no último mandato do MpD.

Parlamento: PAICV considera Programa do Governo um enunciado de meras declarações genéricas

O PAICV considerou hoje, no parlamento, que o Programa do Governo é “em grande medida um enunciado de meras declarações”, sublinhando que o mesmo baseia-se numa autoavaliação que não retrata a verdadeira realidade do País.

Segundo avião da BestFly chega na segunda quinzena de Julho

Um segundo avião do operador BestFly Cabo Verde chega na segunda quinzena do mês de Julho. A informação foi hoje avançada pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia, durante uma intervenção na sessão extraordinária especial da Assembleia Nacional para apreciação do Programa do Governo e votação da Moção de Confiança.

PAICV diz que novo Governo “obeso” vai custar mais 400 mil contos por ano

O PAICV, maior partido da oposição, acusou hoje o primeiro-ministro de formar um Governo “obeso e custoso”, de 28 elementos, que irá custar “no mínimo” mais 400 milhões de escudos (3,6 milhões de euros) por ano.

Governo aposta na melhoria da educação e formação dos cabo-verdianos na décima legislatura

O Programa de Governo para a décima legislatura compromete-se a consolidar os ganhos já alcançados no sector da educação e formação e aprofundar a realização da sua “visão holística” do desenvolvimento harmonioso e sustentável do cabo-verdiano.

Linguista discorda da ideia de que as variantes do crioulo dificultam a padronização da Língua Cabo-verdiana

A linguista e professora universitária, Karina Moreira, disse esta quinta-feira, 10, que quando se fala da padronização da ‘língua crioula’ há muitas questões levantadas que se pode dizer que são falsas, como por exemplo, a questão das variantes.