• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

MpD. Governo ainda não deitou a toalha ao chão quanto aos 45 mil postos de trabalho

O secretário-geral do Movimento para a Democracia (MpD), Miguel Monteiro, disse esta quarta-feira, 3 de abril, em conferência de imprensa, que o Governo ainda “não deitou a toalha ao chão” no que se refere à promessa de criar 45 mil postos de trabalho, nesta legislatura.

PAICV. Dados do INE mostram o fracasso das políticas do Governo sobre emprego

O maior partido da oposição (PAICV) disse esta terça-feira, 2 de abril, que os recentes dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o emprego “poem a nu o fracasso das politicas do Governo em matéria do emprego”.

Notas sobre a TACV. A surreal concessão e privatização dos Aeroportos e Portos

“Clarificando a questão da TACV. O Governo não vai adquirir cinco aviões! Se Cabo Verde tivesse dinheiro para comprar cinco aviões e depois ceder a terceiros para gerir, o país não precisaria de ninguém para administrar a TACV. O que está em causa é que, enquanto a TACV não for privatizada, contínua e terá que continuar a voar. Entretanto, os aviões serão adquiridos em regime de leasing (aluguer) e toda a operação feita neste quadro é da responsabilidade da TACV e, em ultima instancia, o acionista estado. Porém, quando a empresa for privatizada, a responsabilidade do...

Emeline Mota. Tudo é possível com uma mulher cabo-verdiana

Mulher, jovem e política, Emeline Mota é presidente da Comissão Nacional de Jurisdição e Auditoria da Juventude do PAICV, a JPAI, e nesta ocasião em que se comemora mais um dia da mulher cabo-verdiana, ela falou com Santiago Magazine sobre a mulher na política, afirmando que “tudo é possível com uma mulher cabo-verdiana”.

O bilinguismo oficial caboverdiano – bilinguismo, diglossia e problemáticas relativas às políticas de (co)oficialização da língua caboverdiana

1. TRADUÇÃO PARA O CRIOULO DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA DE 1992 E ALARGAMENTO DA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA ESCRITA BILINGUE EM CABOVERDIANO E EM PORTUGUÊS

PAICV. Governo deve renunciar a algumas taxas e impostos em favor das empresas e dos cabo-verdianos

O Partido Africano para Independência de Cabo Verde (PAICV) defende que o Governo deve renunciar a algumas taxas e impostos que arrecada, com o aumento dos preços de energia da água, em favor das empresas e dos cabo-verdianos.

MpD considera que país passa por reformas reconhecidas. PAICV contesta e UCID questiona

O MpD, pela boca do primeiro-ministro disse Cabo Verde está a passar por reformas reconhecidas pelas instituições financeiras internacionais e parceiros com impacto no crescimento económico, no aumento de rendimento via emprego, inclusão social e aumento da massa salarial da Função Pública. O PAICV contesta e a UCID questiona. Estes dois partidos da oposição entendem que tudo isso não passa de conversas da maioria.