• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

ACACV quer fazer da Mostra de Filmes no Feminino uma realidade em Cabo Verde

O vice-presidente da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV), Júlio Silvão, disse esta quinta-feira, 5, que pretende fazer da mostra do cinema em feminino uma realidade no País. A CENA, Mostra de Filmes Dirigidos por Mulheres, que arrancou ontem na Praia, fecha esta tarde, 6, com projecção de novos filmes. Acontece na Escola de Negócios e Governação da Uni-CV no Palmarejo.

CENA. Vem aí mostra de filmes para estimular produções dirigidas por mulheres

A Cidade da Praia acolhe, em Março, a primeira mostra exclusiva de filmes de autoria feminina intitulada “CENA”, uma iniciativa da jornalista e escritora Chissana Magalhães, que vai homenagear a cineasta cabo-verdiana Claire Andrade-Watkins.

O assassinato de Giovani e a batalha pela definição de crime racial

1. Ao olharmos para os primeiros pronunciamentos oficiais que vão desde a Polícia Judiciária Portuguesa, passando pela Comunicação Social, também portuguesa – pois Cabo Verde não enviou nenhum jornalista a Bragança –, indo até às autoridades governamentais portuguesas e caboverdeanas, todos esses pronunciamentos iniciais têm, em comum, uma grande e maior de todas as preocupações: afirmar que Giovani não tinha sido vítima de um crime racial. Desta vez, o lugar central não foi ocupado por aquele discurso clássico, bastas vezes utilizado em inúmeras ocasiões, em que se...

Filme “Vitalina Varela” de Pedro Costa premiado em Chicago

O filme “Vitalina Varela”, do realizador português Pedro Costa,  e cuja actriz principal é a cabo-verdiana Vitalina Varela, conquistou o “Silver Hugo”, prémio do júri do Festival de Cinema de Chicago, que está a decorrer nos Estados Unidos.

Filme 'Vitalina Varela' vence Leopardo de Ouro na Suíça. Cabo-verdiana distinguida como Melhor Actriz

O filme “Vitalina Varela” (2019), do realizador português Pedro Costa, ganhou este sábado o prémio mais importante do Festival de Cinema de Locarno (Suíça), o Leopardo de Ouro, anunciou a organização do festival. Vitalina Varela, a cabo-verdiana protagonista do filme que leva o seu nome e que conta a sua história, recebeu o prémio para a melhor interpretação feminina.

Um homem assim é duplamente imortal

O Zé Luiz sugeriu-me a análise do seu novo livro [Rua Antes do Céu]. Fá-lo-ia com prazer caso tivesse tempo para o reler. Disse-lhe logo que tal obra, como as anteriores, exigia uma acuradíssima leitura, de todo impossível em escassos três dias. Para compensar, minimamente, escrevi um poema a ele dedicado, e ainda bem, já que a esse grande amigo eu nada tinha oferecido que valesse, salvo a amizade. Possa esse exercício poético não desagradar a quem o dedico, se não for pelo que vale ao menos pelo gesto.

Stribilin (44ª parte)

CENA CLXXXIV