• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Reportagem. Do lixo à arte, com mulheres 'ecologistas' do Maio

Elas são mulheres adultas, chefes de família, da ilha do Maio. Viraram ferrenhas defensoras do ambiente, recolhendo as escórias nas ruas e nas praias para metamorfoseá-las em peças únicas de arte. Conheça os desafios socioeconómicos, o activismo na preservação da identidade cultural cabo-verdiana, e, ainda força do “SprituDjuntaMó”, do grupo ‘Bem di Djarmai’, da ilha do Maio, liderado pela espanhola Patricia Hernandez, que se dedica à reciclagem de lixo como forma de arte e de auto-rendimento. 

Há ou não há compra de votos em Cabo Verde? Do “tabu” à hipocrisia!

...a prática de compra de votos é hoje oficial no nosso país. Está no orçamento do Estado, que é uma lei do parlamento. O Fundo Mais, o Cadastro Social Único e o Rendimento Social de Inclusão estão previstos no orçamento, na lei, e mais não têm sido do que moedas de troca em períodos eleitorais. Por exemplo, o Fundo Mais, em 2024, ano de eleições autárquicas, conheceu um crescimento exponencial de mais de 500 por cento. Fora do orçamento, fora das leis, o governo tem criado outros mecanismos paralelos para trabalhar nos bastidores da compra do voto, com técnicas mais ou...

25 Abril: As "imorais" e "perturbadoras" músicas africanas que Abril libertou

Do gumbé guineense ao batuque de Cabo Verde, passando pela marrabenta de Moçambique ou o semba angolano, algumas músicas e danças africanas foram perseguidas pelo Estado Novo e tornaram-se invisíveis para resistir, até o 25 de Abril as libertar.

Obra poética “Despida até à alma” de Andyra Lima apresentada na Praia

O lançamento, previsto para as 17h30mn, do dia 17 de abril, no Restaurante O Poeta, estará a cargo do escritor e psicólogo, Jacob Vicente, e da jornalista Evelise Carvalho

O meu irmão Frederico Hopffer Almada/Nhonhô Hopffer (II parte)

*Nota do autor: o presente texto foi escrito a pedido do primo Doutor Mário Lima, também um Furtado, e serviu de base para a elaboração de um belo e muito pertinente Resumo Executivo pelo neto da tia Candinha (de seu nome próprio Paula Tavares Furtado), nosso primo e muito amigo do nosso saudoso irmão Nhonhô, o Doutor Engenheiro Inácio Pereira, que o leu como conferência de evocação e de exaltação biográficas de Frederico Hopffer Cordeiro Almada/Nhonhô Hopffer por ocasião da homenagem que lhe foi prestada no Encontro da Família Furtado, realizado no passado dia 6 de Abril na...

O meu irmão Frederico Hopffer Almada/Nhonhô Hopffer

"... o Nhonhô sempre teve muito jeito para o desenho. Por isso, era solicitado pelas autoridades municipais encarregadas da gestão do cine-teatro da Assomada para re-desenhar os cartazes dos filmes que eram exibidos nessa mesma sala de espectáculos e que eram transportados por toda a Riba Somada e, até, Nhagar denominado Nhaga Baxo por nós todos de Riba Somada, que incluia a zona de Cutelo, onde passámos a morar depois de termos residido na zona do Portãozinho, perto dos cafezais de Lém Vieira, já que na boca dos assomadenses mais antigos o primeiro e verdadeiro nome da vila erigida...

Um deboche à democracia

O Governo vai gastar em coffe break, alojamento e outros itens similares a quantia de 55.000.000$00 (cinquenta e cinco mil contos) para, supostamente, falar sobre liberdade e democracia, durante dois dias, numa das ilhas turísticas.