• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Terreno de Pinto Teixeira. MpD acusa PAICV de estar a manchar imagem do Governo e do país

O Movimento para a Democracia (MpD) acusou hoje o PAICV de estar a manchar a imagem do Governo e de Cabo Verde, já que elegeu a fragilização do Estado de direito como sua bandeira.

Voto de Cabo Verde contra EUA no caso Jerusalém. PAICV não acredita em penalizações

O vice-presidente do PAICV (oposição), Rui Semedo, não acredita que os EUA possam “penalizar” o país pelo facto de este ter votado a favor da resolução da ONU que não reconhece Jerusalém como capital de Israel.

Já começaram os despedimentos na TACV

Ministro das Finanças confirmou esta manhã, 30, no Parlamento que o Governo já depositou na Caixa Económica 1,5 milhões de contos para indemnizar os trabalhadores da TACV. Os que estão na idade da pré-reforma já começaram a receber as cartas. Nos próximos 15 dias metade dos funcionários irão para casa.

As barragens, a seca, os agricultores e o MpD

No ano passado, aquando das eleições legislativas, embora sendo eu PAICVISTA desde os anos idos de 1959, em Dakar, Senegal, dei certo crédito ao nosso ora primeiro-ministro pelos argumentos que apresentou nos debates enquanto candidato e as promessas que fez em fazer diferente, para melhor.

A herança nevista

Olá, José, como estás? Acreditamos que estás bem em parte incerta, quiçá, nas terras lusas cuidando da tua formação académica e esperamos que venhas muito melhor formado para, se um dia voltares a servir este país, o faças melhor do que fizeste na década e meia, de 2001 a 2016, em que lideraste, em que lideraste a governação destes dez grãozinhos de terra plantados no meio do mar aos quais deixaste um legado pouco abonatório.

Eleições em Angola, o que pude ver - texto de Rui Semedo

Tive a oportunidade de ser, entre mais de duas centenas presentes, um dos observadores internacionais a acompanhar as eleições gerais em Angola. Pelos escassos dias de presença em Luanda apanhei a parte final da campanha onde todas as emoções se concentravam e já se proferiam discursos de consolidação da jornada eleitoral.

PAICV. Turcos, intriguistas, kamikazes e harakiri

O PAICV, débil e seco, está em guerra. Haverá vítimas? É prematuro afirmar. Mas, como diria Patropi, “numa guerra de esqueletos não há banho de sangue, mas qualquer fractura fica exposta”.