• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

O quê que está a acontecer com este país, onde todos perderam a capacidade de indignação?*

Nós sentimos que próprio Primeiro Ministro já sentiu que as coisas não estão bem, quando diz que vai rever o contrato de concessão para os transportes marítimos, mas ninguém se escandaliza. Os operadores dos transportes marítimos dizem-nos que o Governo lhes deve milhares de contos, não obstantes os montantes fixados anualmente nos orçamentos do Estado, e o Governo não desmente porque diz que o montante pode ser inferior, ninguém se escandaliza. Somos claramente enganados num contrato de concessão para a gestão dos nossos aeroportos, que para além dos 40 anos de concessão,...

Oficialização da “Diplomacia Desportiva e Cultural”, “inteligencia estratégica”, abre Cabo Verde para um mundo novo

Todos os tipos de desportos nascem com um componente cultural intrínseco das sociedades em que se desenvolvem, embora a universalização da prática desportiva tenha mitigado seus efeitos, foi amplamente utilizado nos tempos coloniais, como o caso do críquete, golf e ténis em São Vicente, com a instalação das companhias carvoeiras inglesas... Hoje, a prática de um desporto tem sido por vezes um ponto de interesse de seus praticantes com o país de origem, e geralmente consegue ter um impacto maior no caso do futebol, volei, andebol, artes marciais, etc, também os jogos da CPLP e...

Cabo Verde condecora futebolista Marco Soares com medalha de mérito desportivo

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, condecorou hoje, na Praia, o futebolista Marco Soares com o segundo grau da medalha de mérito desportivo, um dia após ter anunciado a sua retirada da seleção de futebol do país.

Marco Soares deixa seleção de Cabo Verde após 53 internacionalizações

O médio Marco Soares, que já passou por vários clubes em Portugal, anunciou hoje a sua retirada da seleção cabo-verdiana de futebol, após 16 anos e 53 internacionalizações, a maioria como capitão dos ‘Tubarões Azuis’.

Desorgulho

— Me perdoa, meu filho..., me perdoa por esse desorgulho

Prisão perpétua para irmãos italianos que mataram o cabo-verdiano Willy Monteiro

Marco e Gabrielle Bianchi foram condenados por um juiz do Tribunal de Frosinone, Itália, a prisão perpétua pelo assassinato por espancamento violento do italo-cabo-verdiano Willy Monteiro, 21 anos, ocorrido em 2020. Os seus pais vão receber ainda 200 mil euros de indemnização.

A Diáspora lá onde deve estar, cada Rainha/Rei no seu trono!  

A comunicação social em Cabo-Verde grita por novos intervenientes, abordagens e roupagens, incluir a Diáspora e o vasto mercado Africano é, na minha modesta opinião, uma excelente estratégia e os frutos surgirão com toda a naturalidade.