• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Associação Azágua avança com curso de língua holandesa para comunidades imigrantes
Diáspora

Associação Azágua avança com curso de língua holandesa para comunidades imigrantes

Com a validação, esta sexta-feira, 14, da lista de candidatos selecionados, a Associação Azágua acaba de concluir a primeira etapa para a realização do curso de língua holandesa para facilitar o processo de integração de comunidade de imigrantes, cuja data de arranque está prevista para a primeira semana do mês de setembro.

Este curso é o resultado de uma parceria com mais duas organizações, a WMO Radar e a Barhosa Taaluiting BV, que decidiram patrocinar esta importante ação de formação na área da língua, sendo esta uma ferramenta fundamental para o sucesso do processo de integração de comunidades imigrantes.

Nas fases anteriores, foram desenvolvidas duas atividades, começando pela abertura das inscrições e a realização de uma sessão de esclarecimentos e teste de avaliação para definir o nível linguístico que teve lugar no passado dia 01 de agosto.

A identificação desta necessidade de uma intervenção no processo de formação e capacitação na área da língua e o posterior desenvolvimento desta parceria surgiu no âmbito do trabalho de atendimento que a Associação Azágua vem realizando nas instalações do seu Centro de Atendimento e Orientação (CA&O), na cidade de Roterdão, um serviço bastante procurado por imigrantes, particularmente, os recém-chegados.

Tanto os parceiros como os beneficiários agora selecionados são unânimes em sublinhar o contributo valioso que este curso de língua holandesa representa no seio da comunidade, uma vez que constitui um elemento importante, talvez até, determinante para o sucesso de integração de recém-chegados.

O domínio da língua é indispensável para o conhecimento da história e das leis do país de acolhimento, o que, no futuro irá permitir uma participação mais ativa na sociedade holandesa.

Além do mais, o domínio da língua num país estrangeiro permite também o acesso a várias outras oportunidades, entre as quais, a possibilidade de continuar os estudos ou até mesmo de reconhecimento das formações obtidas anteriormente. Na maioria das vezes há imigrantes que chegam com os seus diplomas, mas por não terem o domínio da língua do país de acolhimento, acabam por ficar penalizados, sendo obrigados a aceitar certos trabalhos que estão muito abaixo das qualificações profissionais ou grau de conhecimento já adquiridos.

Proporcionar um curso desta natureza será motivador e irá constituir-se como um catalisador positivo para aqueles que já se encontram há mais anos na Holanda, uma vez que o curso é também dedicado às pessoas idosas que antes, devido a várias razões, não tiveram a oportunidade de aprenderem ou de melhorarem o seu nível de holandês.

Com a realização deste curso, a associação Azágua cumpre com dois grandes objetivos estabelecidos no seu estatuto, a promoção da integração, emancipação, educação e participação em geral e de cabo-verdianos em particular, na sociedade holandesa; e o estimular do autodesenvolvimento e organização de atividades nas quais os migrantes sejam incentivados a melhorar sua posição social, especialmente nas áreas do ensino (de educação), desporto, emprego, arte e cultura.

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!