• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

PJ descobre restos mortais de jovem desaparecida enterrada perto da casa dos pais

Clarice Fernandes, jovem de apenas 20 anos, que desde do dia 7 de Fevereiro estava desaparecida, foi encontrada esta tarde já sem vida perto da casa dos seus pais. Ela foi assassinada.

Manuel António Torres responde artigo da médica do Hospital Agostinho Neto

Relativamente às suspeitas de má conduta, eu até teria o prazer de fazer por vias normais, mas não há orientações em como um utente pode fazer uma reclamação ou sugestão. Aliás, no artigo anterior, ficou patente a minha preocupação. Ver o 9º parágrafo do artigo anterior (O pior é que nem tinha como reclamar, porque o funcionário não estava identificado, o livro de reclamações deixou de existir. Esse é um mal que já infestou toda a Administração Pública).

Amadeu Oliveira apresenta queixa-crime contra juíza do processo. Julgamento continua esta terça-feira com arguido ainda detido

A defesa de Amadeu Oliveira alegou, entre outros, a existência no Conselho Superior de Magistratura Judicial de um processo de suspeição contra a juiza Ivanilda Varela "por manipulação de provas", e também de uma queixa-crime interposta por Oliveira na Procuradoria Geral da República contra a mesma magistrada, para pedir a sua escusa deste julgamento que arrancou hoje no 4º juizo-crime do Tribunal da Praia. Varela recusou declarar-se impedida porque, disse, os argumentos são falsos, pois, segundo ela, não há nem reclamação contra si no CSMJ, nem queixa-crime na PGR, daí...

Juíza nomeada para julgar Amadeu tem processo no Conselho Superior da Magistratura por manipulação de provas

A juíza Ivanilda Mascarenhas Varela, nomeada para julgar Amadeu Oliveira, alegadamente, por este ter alegadamente cometido 14 crimes contra a honra de alguns Juizes do Supremo Tribunal de Justica, tem contra si um processo de averiguação a decorrer no Conselho Superior de Magistratura Judicial por suposta "manipulação de provas e denegação de sentenças", presumivelmente cometidas enquanto magistrada judicial em Santa Cruz, interior da Ilha de Santiago. Foi o próprio juiz-presidente do Tribunal dessa Comarca, Anilson Silva, quem recebeu as denúncias e remeteu o caso para decisão do...

Praia Leaks – XX  (A questão fundiária e o emigrante)

A fome conduzia sempre ao reforço da concentração da propriedade, pois os latifundiários “compravam” terras a pequenos proprietários a troco de qualquer quarta de milho para matar a fome – e lá se tornava o pequeno proprietário em trabalhador rural, sem terra. Um decreto de 8 de Abril de 1947 veio considerar nulas essas compras, isto é, abaixo de certo índice de preços e sem que o notário comprovasse a entrada do dinheiro. Mas sem sucesso nenhum, perante a força dos latifundiários, na sua proximidade do poder político e administrativo local e um poder central (na...

O que tem carcomido e corroído a participação política dos jovens? Algumas razões pela fraca participação nas legislativas

...as principais razões que podem explicar o pouco interesse da camada jovem no ato de votar pode ser explicado pelo facto de ser considerado um grupo social com mais interesse na vida privada e pouco interesse na vida pública, por isso, seu fraco empenho em mobilizar para participar dos processos eleitorais deve-se a uma desta razão. Por outro lado, a baixa participação eleitoral nessa camada etária é também reflexo da insatisfação e frustração com o funcionamento do sistema político. Os dados permitem concluir que a camada jovem de ambos os sexos é a que está mais...

As contradições ventoinhas e o calvário de uma governação desastrosa

As instituições democráticas demandam pelo controlo social, pelo que o slogan “sen djobi pa ladu” é um atentado à inteligência coletiva, uma desfeita imperdoável de um grupo que não consegue honrar a palavra dada e, muito menos, respeitar o sentimento alheio... Este governo e o partido que o sustenta caracterizam-se mais por suas contradições do que por qualquer tipo de coerência e integridade. Há, porém, um ponto em que são muito coerentes e íntegros – este ponto é o seu slogan de campanha. Efetivamente, “es ka ta djobi pa ladu nau”. Justiça seja feita!