Pub
Por: Wilson Nobre Lima

Desde há muito, diversas as equipas passam por uma instituição, que a meu ver, deveria proporcionar o desenvolvimento dos recursos locais que consequentemente leva ao crescimento da economia local.

“San Dumingus ken ki dabu és kastigu”, castigo esse que alguns músicos ditos “artistas locais” passam, por serem desrespeitados de todas as formas, e nem sequer uma satisfação.

Há cerca de dois meses aguardamos pacientemente por uma liquidação, respectivamente ao concurso de vozes, realizada pela Câmara Municipal de São Domingos, nas festividades do município, o que foi bastante gratificante, fazer partes destas actividades, dando assim o que temos de melhor ao nosso município. Cumprimos com a nossa parte, passamos noites em claro, estudando músicas, ensaiando, sacrificando outros compromissos, para fazermos desta actividade, um evento como deve ser. Não medimos esforços para termos as noites do concurso musicalmente agradável.

Além deste concurso de vozes, ainda nas festividades do município, participamos também no festival de Praia Baixo, organizada pela mesma, que da mesma forma ficou-se por pagar. No entanto, fica a pergunta e os outros grupos foram pagos? Isto até dá filme, de comédia e dos bons.

Perante, este cenário tão pouco agradável e aguardando pacientemente pelo despacho (que não temos conhecimento de onde provêm, simplesmente porque não sabemos do que se está a passar, sequer uma satisfação) escrevi um e-mail ao responsável máximo da instituição, o Presidente da Câmara, para fazer face a este problema, contudo este se encontrava ausente, e como estamos na era das pedras não se faz nada, até então.

Esta situação é grave, perante uma câmara que tão pouco faz aos artistas, artistas estes que tem mostrado bastante eficientes, quer a nível nacional, quer a nível internacional, o que normalmente desconhecem. Basta ir nos mais diversos festivais pelas ilhas, e ver pelo menos um elemento, considerado “artista local”, a fazer o que sabe de melhor. Temos investimentos a fazer aos nossos instrumentos, e a nossa careira como artista, a manutenção de instrumentos, cordas, pilhas, contas de internet para estudar o pouco que sabemos. Tudo isso para tentar agradar aos que ouvem e apreciam a música.

Aguardem...já já o problema se resolve...até temos um novo concurso de vozes, desta vez para crianças... Palavras proferidas, promessas feitas, para tentar enganar aos coitados, que pensam que somos. Não estamos a mendigar, estamos a pedir o que é nosso por direito! Não queríamos nada de escândalo, porém nada se fez até então.

Sima kel múzika ta fla: "Boka sabi dja bu ten, nha dinheru inda bu ka dan" - Boca Sabi, Jorge Neto

Com respeito, pedimos respeito. Obrigado

 

Comentários  

0 # Pedro Lopes 15-05-2018 12:53
Dinhero es teni pes paga divogado amigo e antigo professor de Clemente 105 conto pa mes. pes paga Martan Director, pes bai portugal, pa gasta combustivel pa bai ti la sim na liceu leba primeira, terceira Dama, mas pa paga kenha kes debi nao.
Responder
0 # Ailton Jorge 14-05-2018 11:40
Nhos bai Cobra Presidente dje bem di gasta dinhero de povo la portugal ki ta bai em 3 em 3 meses
Responder