• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Agências de viagens e Turismo saúdam operações da CV Connect e destacam concorrência
Economia

Agências de viagens e Turismo saúdam operações da CV Connect e destacam concorrência

A Associação das Agência de Viagens e Turismo (AAVT) de Cabo Verde saudou esta segunda-feira, 23, o início das operações da CV Connect a partir de 02 de dezembro na rota Lisboa - Praia – Lisboa, destacando a concorrência que vai trazer.

“É com muito agrado e alento que a AAVT e seus associados registaram a abertura da operação da CV Connect Service, através de voos SATA Azores Airlines”, afirmou a associação, em comunicado.

Para as agências de viagens de Cabo Verde, esta iniciativa privada envolvendo empresários nacionais vai reforçar as ligações de Cabo Verde ao mundo e constituir mais uma alternativa e concorrência salutar e desejável, tanto para os utentes como para as agências de viagens e operadores em geral do setor das viagens e turismo.

“Daí que saudamos vivamente os promotores pela entrada deste 'player' no mercado nacional, ligando Cabo Verde ao mundo, com tarifas atrativas e que se adaptam aos bolsos dos cabo-verdianos. Ao associar-se a uma companhia aérea como a SATA Azores Airlines, é também um reforço de compromisso de qualidade e 'know-how' aéreo”, enfatizou a AAVT.

A Cabo Verde Connect vai realizar o seu primeiro voo em 02 de dezembro na rota Lisboa – Praia – Lisboa, numa ligação que será semanal e que vai aumentar a conectividade aérea do arquipélago ao resto do mundo.

No comunicado, a associação das agências de viagens referiu igualmente a “coincidência” de a TAP Portugal acabar de anunciar uma megapromoção nas linhas Lisboa - Praia, Lisboa - São Vicente e nos sentidos inversos.

“Iniciativa esta que registamos e saudamos com igual apreço, augurando que possa continuar e alargar-se a outros destinos que aportam Cabo Verde”, sustentou.

Para a associação, tais iniciativas não poderiam chegar em melhor hora, quando Cabo Verde está a sofrer o forte impacto negativo da pandemia de covid-19 e das restrições impostas, afetando toda a economia de um país cujas receitas (PIB) dependem em aproximadamente 25% do turismo e das viagens.

“A AAVT augura e espera que outras companhias venham a cruzar os céus de Cabo de Cabo Verde e do mundo, com destino e origem em Cabo Verde e que outras iniciativas semelhantes ao projeto da CV Connect Service venham a surgir, para o bem das agências de viagens, os operadores económicos e turísticos, de Cabo Verde e dos cabo-verdianos”, augurou a associação, liderada por Mário Sanches.

A AAVT apelou ainda a uma análise e “revisões profundas” nas tarifas que vêm a ser praticadas neste momento.

Por outro lado, voltou a pedir ao Governo para reduzir os custos dos testes PCR, ajudando a criar as condições para aumentar a competitividade do destino Cabo Verde e por forma a tornar mais viável a sua promoção e consequente aumento do rendimento das agências de viagens nacionais.

Com Lusa

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!