• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Cabo-verdianas morrem por coronavírus na França
Diáspora

Cabo-verdianas morrem por coronavírus na França

Duas emigrantes cabo-verdianas em França morreram este domingo, 22, vítimas do novo coronavírus.

As duas mulheres, de 60 e 80 anos, são naturais de São Vicente e residiam ambas em Paris. Justina Ramos Nonardo, de 60 anos de idade, trabalhava num jardim infantil, enquanto Isabel Cabral, de 80 anos, estaria reformada. Ela morreu num dos hospitais de Paris em pleno tratamento.

A França, que alberga uma grande comunidade cabo-verdiana na Europa, é um dos seis países mais afectados pelo novo coronavírus, o Covid-19, estando infectadas mais de 16 mil pessoas tendo já morrido 674 até este momento. O número de casos em França está a aumentar a um ritmo alucinante com mais de 1500 casos em escassos dias.

Ontem, o embaixador de Cabo Verde em Roma, Jorge Gonçalves, anunciou na RCV que quatro emigrantes cabo-verdianos, que vivem na região da Lombardia, estão infectados com o coronavírus. Lombardia é a zona mais crítica da Itália em termos de infectados pelo Covid-19, doença pandémica que está matar cerca de 600 pessoas por dia naquele país europeu - 50 mil casos confirmados e mais de 5 mil mortos contabilizados - transformando país no maior epicentro do coronavírus no mundo, superando a China em número de mortos.

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!