• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde
Hélio Sanches anuncia corrida à Presidência da República
Política

Hélio Sanches anuncia corrida à Presidência da República

O deputado e advogado Hélio Sanches acada de anunciar a sua disponibilidade para se candidatar ao cargo de Presidente da República de Cabo Verde, a cerca de 10 meses das eleições para escolha do sucessor do atual chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca.

"Estou disponível para encarar este desafio", anunciou Hélio Sanches em conferência de imprensa, na cidade da Praia, que responde assim a um apelo feito por um grupo de cidadãos cabo-verdianos que recolheu mais de 500 assinaturas no país e na diáspora de apoio a candidatura.

Entretanto, Hélio Sanches, deputado nacional do MpD, afirmou que será necessário reunir "algumas condições" para que essa disponibilidade se transforme numa "candidatura pujante e vencedora" no futuro.

Questionado se uma dessas condições para oficializar a candidatura será o apoio do partido a que pertence, o também advogado lembrou esta é uma candidatura que emerge da sociedade civil cabo-verdiana e que integra cidadãos de diferentes quadrantes políticos.

Conjuntamente com o denominado Movimento de Apoio à Candidatura de Hélio Sanches (MACHS 2021), disse que o segundo passo vai ser mobilizar as forças vivas na Nação cabo-verdiana e sobretudo os cidadãos, no país e na diáspora, para transformar esta disponibilidade numa candidatura oficial.

"Neste momento não estamos a falar de apoios partidários. Apoios partidários virão a seu tempo. Os partidos têm o seu tempo, os seus órgãos e não tenho dúvidas que, no momento certo, vão pronunciar-se", perspetivou Sanches, avançando entretanto que já falou com o presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, sobre essa sua disponibilidade.

"Neste momento, toda a cúpula do MpD tem conhecimento de que vou-me candidatar à Presidência da República. Este é o primeiro momento e vamos prosseguir em frente", afirmou o potencial candidato, lembrando que neste momento os partidos estão concentrados nas eleições legislativas, que vão acontecer no primeiro trimestre do próximo ano.

Entre outros cargos desempenhados, Hélio Sanches já foi diretor geral do Património do Estado, secretário-geral do Governo, membro da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e é atualmente líder parlamentar da África Ocidental no Parlamento Pan-africano.

A data das eleições presidenciais em Cabo Verde ainda não foi anunciada pelo Presidente da República, mas deverão acontecer no mês de setembro do próximo ano, para a escolha do sucessor de Jorge Carlos Fonseca, que termina os dois mandatos permitidos por lei em outubro de 2021.

Na ala do MpD, que ainda não se pronunciou oficialmente, fala-se da possibilidade de candidaturas do atual presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, e de Carlos Veiga, antigo primeiro-ministro e ex-presidente do partido .

Da parte do PAICV, o nome praticamente dado como certo é o de José Maria Neves, ex-primeiro-ministro e ex-presidente do partido, que disse que deverá fazer um anúncio ao país ainda este mês.

"É muito provável que ainda esse ano faça uma declaração sobre uma eventual candidatura. Neste momento, como tenho dito, é mais sim essa possibilidade de me candidatar a Presidente da República. De todo o modo, ainda temos eleições legislativas, vai haver muita turbulência. É preciso dar sossego aos partidos para prepararem as eleições", admite Neves na semana passada, citado pelo jornal A Nação.

Por sua vez, Carlos Veiga não confirmou nem negou, a hipótese de se candidatar. "Não sei dizer. As coisas estão a andar. É uma pergunta que não quero responder ainda".

Com Lusa

Partilhe esta notícia

SOBRE O AUTOR

Redação

    Comentar

    Inicie sessão ou registe-se para comentar.

    Comentários

    • Este artigo ainda não tem comentário. Seja o primeiro a comentar!