• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Governação “Rabentola” em Santiago Norte. Onde estão os resultados? (IV)

Nunca é demais relembrar que nas eleições de 2016, Ulisses Correia e Silva, havia prometido alavancar a Região, concretamente com: 1) criação de um Parque Tecnológico de Agropecuária e 2) aumento da exportação para a mercado nacional e turístico. Os eleitores votaram porque acreditaram nessas promessas, que ele mesmo Ulisses transformou em compromissos logo na noite eleitoral, quando agradecia aos cabo-verdianos por terem acreditado nele e no seu MpD. Desde aquela noite, ninguém mais do sistema MpD falou do Parque Tecnológico de Agropecuária e muito menos do aumento da...

Estradas da Ilha do Sal

Os cabo-verdianos votaram no MPD em 2016 porque disseram que tinham soluções para Cabo Verde, mas o que se tem verificado é um choro constante sobre os anos da governação do PAICV. Se fosse para votar e ouvir este choro, acredito que muitos teriam outro sentido de voto. A ideia de que todos os problemas são da responsabilidade do partido anterior, começa a ficar repetitivo. No final do mandato é momento de trocarmos de bengala.

Troca de acusações marca debate com primeiro-ministro no parlamento

A líder da oposição, que nas eleições legislativas de 18 de abril tenta fazer regressar o PAICV ao poder, afirmou ainda que a pandemia de covid-19 teve impacto negativo no país no último ano, mas “não justifica a inércia e o descalabro registados” na governação.“As promessas feitas foram guardadas na gaveta, as reformas estruturantes foram adiadas, o país foi gerido, nestes últimos cinco anos, sem uma visão e sem uma estratégia, com uma navegação ao sabor do vento. O executivo ficou embrulhado nos seus compromissos e sujeito a pressões de todo o tipo e sem tomar as...

Parlamento é a instituição que mais tem perdido confiança dos cabo-verdianos. A seguir é o primeiro-ministro, diz estudo

O nível de confiança dos cabo-verdianos nas instituições está em queda, conforme os resultados do estudo sobre a qualidade de democracia e boa governação, realizado em 2020 pela Afrosondagem e Afrobarómetro. Assembleia Nacional e Primeiro-ministro com quedas de 12 e 11 pontos percentuais, respectivamente

As contradições ventoinhas e o calvário de uma governação desastrosa

As instituições democráticas demandam pelo controlo social, pelo que o slogan “sen djobi pa ladu” é um atentado à inteligência coletiva, uma desfeita imperdoável de um grupo que não consegue honrar a palavra dada e, muito menos, respeitar o sentimento alheio... Este governo e o partido que o sustenta caracterizam-se mais por suas contradições do que por qualquer tipo de coerência e integridade. Há, porém, um ponto em que são muito coerentes e íntegros – este ponto é o seu slogan de campanha. Efetivamente, “es ka ta djobi pa ladu nau”. Justiça seja feita!

Governação “Rabentola” em Santiago Norte. Onde estão os resultados? (III)

Para esconder o seu fracasso enquanto governante que abandonou o campo e Santiago Norte, Ulisses Correia e Silva tem aparecido na Região para inaugurar um “pacote de medidas” que mais não é do que um atestado de incumprimento para com este setor estratégico desta importante parcela de Cabo verde e da ilha de Santiago. A pouco mais de 2 meses das eleições legislativas, onde o “homem solução” é chamado a prestar contas dos compromissos feitos com o eleitorado, Ulisses Correia e Silva visita Santiago Norte não para inaugurar a grande herança do PAICV – no caso as barragens...

O triunfo da esquerda

O Governo perdeu o foco da governação e entrou em estado de total desorientação. Deixou de governar o país e está preocupado apenas em tomar medidas pontuais avulsas. Pior de tudo é que são medidas copiadas às que estão a ser tomadas por uma câmara municipal, a da capital do país. O Governo passa a colocar o enfoque nos grupos sociais que foram alvo da atenção do Presidente da Câmara Municipal da Praia. Francisco Carvalho reduziu o valor da renovação das licenças de táxis e, logo de seguida, o Governo anunciou uma redução para os taxistas. O Francisco anunciou a...