• Praia
  • 29℃ Praia, Cabo Verde

Praia. Prisão preventiva para suspeitos de agressão ao policial em Achadinha Pires

Três indivíduos suspeitos de agredirem brutalmente um agente da Polícia Nacional (PN) no passado domingo, 17, em Achadinha Pires, vão aguardar o julgamento em prisão preventiva, conforme decidiu o tribunal da Praia. A vítima, revelam fontes hospitalares, está fora de perigo.

Assomada. Prisão preventiva para homem acusado de homicídio tentado e outros crimes

O Tribunal de Santa Catarina decretou prisão preventiva para um homem acusado de homicídio tentando e vários outros crimes, conforme informou a Polícia Judiciária (PJ).

Operação Tróia: Arguidos vão esperar desfecho do caso em liberdade

Os arguidos do mediático caso de tráfico de droga denominado Operação Tróia vão esperar o desfecho do caso em liberdade, isto porque o tribunal da Praia deixou prescrever o prazo de prisão preventiva, revelou fonte judicial.

Tribunal da Praia condena agente envolvido na morte do colega a três anos de prisão - pena suspensa

O Tribunal da Praia condenou hoje, 29, a três anos de prisão com pena suspensa o agente da Polícia Nacional Eliseu Sousa, o principal suspeito no caso do homicídio de Hamilton Morais, também ele agente da PN.

Caso Hamylton Morais. Advogado de defesa diz que sentença foi "justa e adequada"

O advogado José Henrique Andrade, defensor do agente da Polícia Nacional (PN) Eliseu Sousa, condenado a três anos de prisão, mas com execução suspensa, pela morte do colega Hamylton Morais, disse hoje que “a justiça foi feita” e que foi "justa, proporcional e adequada".

Caso Alex Saab. PR diz que relações com Venezuela continuam normais

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, reconheceu esta terça-feira, 15, que o caso da detenção no país do empresário venezuelano Alex Saab é uma “questão complexa” e garantiu que as relações diplomáticas com Caracas “continuam normais”.

Defesa de Alex Saab ameaça Governo com sanções da CEDEAO

A defesa do colombiano Alex Saab, considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano, escreveu ao primeiro-ministro de Cabo Verde, apelando ao cumprimento da decisão do tribunal de CEDEAO, sob pena de pedir sanções para o arquipélago.