Pub

Artur Correia

O director nacional de Saúde, Artur Correia, assegurou este sábado, 28, que  o país conta neste momento com capacidade para realizar  cerca de três mil testes rápidos, após a chegada esta sexta-feira, 27, de 20 mil kits, doados pela Fundação Jack Ma, bilionário fundador da maior cadeia de vendas online, Alibaba.

Ao fazer o ponto de situação do novo coronavírus (Covid-19) em Cabo Verde, Artur Correia esclareceu que a esses 20 mil kits junta-se a reserva  que já se encontrava no País, dando assim uma capacidade de resposta  de cerca três mil testes.

Artur Correia admitiu, no entanto, que ainda há necessidade de mais materiais, salientando que o foco neste momento é “correr atrás do vírus”, através do reforço da vigilância epidemiológica e investigativa, em pessoas que eventualmente entraram em contacto  com os casos positivos. “Temos que ter disponibilidade de testes para que a sua falta não seja um motivo de constrangimentos”, notou Artur Correia.

Questionado  sobre  as garantias da quarentena domiciliar, Artur Correia  respondeu que depende da responsabilidade do cidadão  em respeitar todas as medidas indicadas pelas autoridades sanitárias e pelo Governo.

Em relação à Achada São Filipe, onde moram os dois casos do novo coronavírus em toda a cidade da Praia, o responsável  garantiu que continua a ser “um  bairro seguro”, uma vez que  das 13 amostras feitas, 11 deram negativo e dois testaram “inconclusivo”, referindo-se, sem o dizer, aos filhos do casal com Covid-19..

“Isso se refere aos contactos da senhora e do marido, que não se resumem somente ao bairro de São Filipe, mas também no interior de Santiago e na ilha do Fogo”, esclareceu Artur Correia.

Cabo Verde registou até o momento seis casos positivos do novo coronavírus, sendo  quatro na ilha da Boa Vista e dois na Cidade da Praia, ficando por confirmar os dois testes “inconclusivos”.

Entre os três casos positivos na ilha da Boa Vista, um resultou em óbito, um cidadão inglês de 62 anos.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Com Inforpress

Comentar