Pub
Por: Redacção

eser1

Faleceu na noite de ontem no Hospital Agostinho Neto um dos 12 cidadãos russos presos na cadeia central da Praia depois de flagrados pela Polícia Judiciária, no ano passado, com 10 toneladas de cocaína a abordo do cargueiro ESER. Julgamento começa dia 27 deste mês.

A cerca de duas semanas do arranque do julgamento dos suspeitos da "Operação ESER", um dos 12 marinheiros russos que integravam a tripulação do cargueiro morreu esta terça-feira, 14, no Hospital Agostinho Neto. Sergey Zhivotov, de 59 anos, estava internado há cerca de uma semana devido a complicações no intestino - aliás, segundo fontes de Santiago Magazione, estava frequentemente a dirigir-se aos médicos - mas não resistiu desta vez e foi dado como morto por volta das 20h00 de ontem.

Os seus colegas foram informados esta tarde e a Embaixada da Rússia deverá agora proceder aos trâmites para a transladação do corpo, tendo inclusive contactado os advogados para tratar das démarches.

A morte de Zhivotov acontece a duas semanas de iniciar o julgamento dos russos do ESER. A primeira sessão de audiência, segundo Santiago Magazine confirmou junto de fonte segura, está agendada para o dia 27 deste mês, quatro dias antes de completar um ano da sua detenção (31 de Janeiro de 2019).

Nesse dia, a Polícia Judiciária apreendera 9.570 quilos de cocaína - 260 fardos (volumes) - num cargueiro de bandeira do Panamá que atracou no Porto da Praia e deteve 12 cidadãos russos, na maior apreensão de droga no país.

Na operação de busca, descarga, acondicionamento, transporte e guarda do produto apreendido, a PJ informa que contou com a cooperação e suporte técnico da Polícia Judiciária Portuguesa, da Polícia Nacional Francesa, bem como das forças de segurança nacionais, designadamente, as Forças Armadas, Polícia Marítima e ainda a ENAPOR e do Porto da Praia.

Na sequência da operação ESER [nome do cargueiro], a polícia científica deteve 12 cidadãos, todos de nacionalidade russa, que desde então ficaram a aguardar julgamento em prisão preventiva, sob acusação de tráfico internacional de droga.

Esse cargueiro, oriundo da América do Sul, tinha como destino a cidade de Tânger, no norte de Marrocos, mas fez uma escala no Porto da Praia para cumprir os procedimentos legais relacionados com a morte a bordo de um dos 13 tripulantes que iniciaram a viagem desde a América do Sul.

Sucede que a PJ já estava na posse de informações de que se tratava de uma embarcação suspeita de transportar uma quantidade indeterminada de estupefacientes. E, a troca de informação operacional com o MAOC-N (Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics), com sede em Lisboa, a judiciária cabo-verdiana punha em marcha a "Operação ESER", a maior quantidade de droga alguma vez apreendida em Cabo Verde.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # toto 15-01-2020 22:11
Como assim morreu ,frequentou o medico e agora levar o corpo pa russia !!!?? Antes tem que saber-se pq morreu ... cade a autopsia ?
Responder
+2 # andre Pina 15-01-2020 21:12
Sr Ministro sr D.N da polícia Nacional seguinte ja e altura de rever situação doados aposentados da P.N que vem aguardando pelo um direito adquirido os senhores tem conhecimento 2015 e 2016 estão lesado com os salários julgo nao ser justo um subchefe principal estar a recebeu
Responder