Pub

faca 5

Na madrugada deste sábado, 30 de novembro, aconteceu mais um caso de assassinato na cidade da Praia, mais concretamente no bairro do Brasil, em Achada de Santo António, em que uma mulher de 21 anos terá sido esfaqueada por um rapaz e acabou por morrer.

Segundo fontes de Santiago Magazine a vítima, conhecida por Maria José Lopes, tinha 21 anos e alegadamente pertencia a um grupo de fazia assaltos.

Aliás, as nossas fontes garantem que o alegado crime terá acontecido na sequência de um desentendimento entre a vítima e um seu colega de sexo masculino, por causa da partilha do resultado de um roubo, tendo sido esfaqueada por este, acabando não resistir aos ferimentos.

As informações são ainda escassas, mas este diário digital estará no terreno para trazer mais detalhes sobre este crime.

Recorde-se que no sábado passado, dois homens foram baleados em Ribeirão Chiqueiro, tendo um deles falecido no local e o outro foi socorrido e levado para o Hospital Agostinho Neto, tendo-se escapado da morte.



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+7 # Jeffery Paul Hessney 02-12-2019 09:22
"Aliás, as nossas fontes garantem que o alegado crime terá acontecido (...)"

Então este assassinato é um "alegado crime"??? Nhós relê kuza ki nhos ta skrebe antes baza incoerências na net di zimola.
Responder
+3 # António Luz 02-12-2019 12:19
Jeffery... informe-se.
Se o jornal não põe a palavra "alegado" é o jornal que pode ir parar à cadeia.
Só o Tribunal tem o poder de afirmar se é crime ou não.
Até lá, o jornal tem de escrever: "alegado".
Responder
+11 # paixão 02-12-2019 08:19
isto sim é jornalismo de investigação: o jornalista vai até ao fundo da questão esclarecendo os leitores as causas reais dessa briga e ficamos a saber que a moça não era nenhuma coitada como os outros jornais online deixam no ar. A moça realmente fazia parte dum grupo de bandidos que assaltavam as pessoas.

Quem brinca com fogo, com fogo queima!

paz a sua alma e tranquilidade para as vítimas de assalto na Praia!
Responder
-7 # toto 02-12-2019 07:39
Certamente o Gov e as famílias são responsáveis ,o primeiro pela desigualdade consequente da gestão da coisa publica piorando o desemprego e a outra parte pela maneira como educam sobre os princípios éticos ,uma tristeza o caminho levado -crônica de morte anunciada .
Responder
+2 # Paulo Moreno 02-12-2019 14:47
toto, olha aqui o culpado é o Governo.
Governo tem de ajudar as familias.
Nem todas as familias vão ocnseguir educar os seus filhos sem ajuda a do Governo.
Só que este governo é sem djobi pa lado
Responder