Pub

Piquete PN

Uma mega-operação realizada pela Polícia Nacional (PN) na quinta-feira, dia 21, em todas as ilhas de Cabo Verde, resultou na detenção de 28 indivíduos para efeito de identificação, informou a instituição policial.

A operação, que envolveu todas as unidades policiais, com a utilização dos meios humanos e materiais disponíveis, teve como objectivo “transmitir uma maior tranquilidade e segurança pública” aos cidadãos e seus bens, bem como as fiscalizações das praias do mar e cidadãos estrangeiros residentes, com actuações nos domínios de ordem pública.

A mesma operação, fez saber a PN, deu maior ênfase ao sector do trânsito rodoviário, mas foram também realizadas operações no campo da Direcção de Emigração e Fronteira (DEF), da Guarda Fiscal e da Polícia Marítima.

No quadro do balanço destaca-se, no âmbito da ordem pública, a detenção de 28 pessoas para efeito de identificação, 23 detenções estupefacientes “padjinha” e “31 estupefacientes haxixe, assim como a apreensão de 30 litros de bebidas alcoólicas (espirituosas) e cinco maços de cigarro.

Quanto ao domínio do trânsito foram fiscalizados 910 veículos dos quais 752 particulares, tendo sido apreendidas 20 dessas viaturas. Foram ainda fiscalizadas 117 viaturas de aluguer e 35 veículos do Estado, tendo um sido apreendido. Foi ainda aplicado um total de 20 coimas, no valor de 415 mil escudos e apreendidos 22 documentos.

No âmbito da DEF foram abordados 102 estrangeiros, dos quais 51 foram encontrados em situação irregular, 15 foram notificados e outros 15 foram detidos para identificação.

Já em relação às actividades relacionadas com a Guarda Fiscal, foram fiscalizados 116 estabelecimentos comerciais, 40 viaturas chapa verde, 15 de chapa vermelha e 15 viaturas comerciais. Foram ainda feitas 34 buscas em lojas e estabelecimentos comerciais.

No campo da Polícia Marítima foram fiscalizados cinco navios e armadores, quatro embarcações de boca aberta, 11 embarcações de recreio e realizadas 15 buscas em navios e botes de pescas, tento sido encontrados noves tripulantes a laborar em situação irregular.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar