Pub

Festival Gastronômico

Está tudo a postos para a realização da Iª Edição do Festival Gastrónomo dos Frutos do Mar a ter lugar em Achada Grande Frente (AGF), de 14 a 18 de Agosto, garante Elton Delgado, um dos membros da organização.

O evento, que vem sendo promovido desde o mês de Março por um grupo de jovens que representam “Santiago Diver”, iniciou-se com a realização da primeira amostra em AGF, a segunda em Achada Santo António, e a terceira em Achada Grande Frente (no largo da Binter e da Super Bock).

“Depois de conseguirmos realizar com sucesso as três primeiras amostras, sentimo-nos agora capazes, e com muita fé, de que a primeira edição do festival vai ser um êxito. Já estamos próximos do dia e já temos um programa de actividades sobre o que queremos em termos de pratos a serem apresentados, assim como a parte cultural”, acrescentou.

Durante os cinco dias de actividade, informou Elton Delgado, vão estar apresentados vários cozinheiros e restaurantes da capital do país para dar o grande “cunho” ao festival que se organiza sobre o signo “Txada Grandi Viradu pa Mar, ” já que se trata de uma comunidade piscatória.

Assim, consta do programa de actividades da Iª Edição do Festival Gastrónomo dos Frutos do Mar debates de temas como “Combate à Poluição”, visando falar do impacto das mudanças climáticas no sector da pesca, “O pescado e o seu valor nutritivo”, “Que alternativas para jovens Desempregado”, entre outros.

Na Iª Edição do Festival Gastrónomo dos Frutos do Mar vão estar abertos stands de exposição de artesanatos, restaurantes e informações de saúde para os idosos.

O evento, que vai ter lugar no largo da Binter e da Super Bock, em Achada Grande, dado a grande adesão de participantes será encerrado no dia 18, com a actuação do grupo Ferro Gaita.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

-1 # Maria M. Costa 05-08-2019 23:44
Tenho pena de Mindelo e suas gentes. Através da palavra criaram uma ideia de Mindelo e São Vicente, que é só isso mesmo, uma ideia. Cantaram Mindelo de todas as formas, endoidecidos que a cantiga passaria a ser realidade. Tomem juizo e vão trabalhar e deixem de ficar só com ideias.
Responder
-1 # PRAIA 05-08-2019 15:03
Segue sonhando "MINDELO", que a realidade é o que é, e um dias destes despertarás e a realidade seguirá sendo o que é.

"Capital das ideias." Não me faça rir. É estranho que com tantas ideias, a nível nacional é a ilha que más "chora", lamenta e exige equiparar-se pela força e pelo saudosismo, à verdadeira capital.

É patético que com tantas ideias, os senhores não podem desembaraçar-se do propalado marasmo que vos castiga. Segundo os senhores mesmos, sois a ilha que más desempregados têm a nivel nacional. Segundo dados estatísticos, S.Vicente é a ilha com mais consumo de álcool e outros estupefacientes. Sois a ilha das ideias e tantas ideias não são capazes de colmatar tais problemáticas
.
Os senhores são sim a capital da inveja e da cobiça. Sabem qual foi o primeiro festival associado a produtos de terra feito aqui nas ilhas? Investigue e verás de onde provem vossas ideias.
Responder
0 # MINDELO 05-08-2019 09:35
QUERENDO OU NÃO SÃO VICENTE É QUE É A CAPITAL DA IDEIAS . TUDO NESSE PAÍS COMEÇA AQUI E DEPOIS O RESTO DAS ILHAS COPIAM. DEPOIS DE FESTIVAL DE KAVALA, QUE É ALGO FEITO COM CLASSE E MUITO BOM GOSTO JÁ SE FEZ FESTIVAL DE ATUM, CHICHARRO, MOREIA, BOTCHADA...E A NOSSA CAPITAL COMO NÃO PODERIA DEIXAR DE SER UM SEMPRE COPIADOR...DE FRUTOS DO MAR. VIVA SÃO VICENTE, LEME DESSE PAÍS, KKKK
Responder
0 # Pro-praia 05-08-2019 09:14
Pura imitação do Festival da Kavala. kkkk
Responder
0 # Pro-Mindelo 05-08-2019 09:42
Pura criação do Festival de frutos do mar.

Mindel Summer Jazz - isso sim é pura imitação e já sabemos do quê.
Responder