Pub
Por: Redacção

pj droga

A bordo estavam cinco pescadores brasileiros, todos detidos em flagrante. A operação montada pela Polícia Judiciária aconteceu ontem, sábado, 3, em alto mar, mas a contagem da carga a bordo terminou de madrugada no Porto da Praia.

A embarcação, denominada Perpetuo Socorro de Abaete II, vinda da América do Sul com destino à Europa, foi apreendida por volta das 16h30 em alto mar, numa operação da Policia Judiciária em parceria com a Guarda Costeira. 

Toda a mercadoria a bordo – 2.256, 27 kg de cocaína – estava colocada a descoberto no porão, ou seja, não vinha dissimulada ou escondida, o que não deu muito trabalho à PJ para encontrar a carga. Ainda assim, depois de apreendida, a embarcação foi trazida ao porto da Praia e submetida a novas buscas que duraram até de madrugada, com apoio da Policia Nacional.

Contas feitas, a PJ encontrou mais de duas toneladas de cocaína (2.200 kg) e deteve, em flagrante delito, todos os cinco tripulantes brasileiros a bordo. Têm idade entre os 20 e 40 anos e são todos pescadores. Ainda não foram ouvidos em depoimento, estando por enquanto encarcerados nas instalações da Judiciária a aguardar. 

Segundo Santiago Magazine apurou, esta operação por volta das 16h30 de ontem, sexta-feira, no exacto momento em que um navio da marinha brasileira estava atracado no porto da Praia a homenagear o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Jorge Tolentino, com uma medalha de “Ordem de Mérito Naval”, no grau de Grande Oficial.

A operação deste sábado é a segunda maior este ano em Cabo Verde. No dia 31 de Janeiro, um barco russo foi apreendido com 10 toneladas (a maior de sempre) de cocaína no Porto da Praia, detendo onze tripulantes – eram 12, um deles morreu a bordo, daí o navio, que ia poara Marrocos, ter sido obrigado a desviar para Cabo Verde para declarar o falecimento de um dos tripulantes, como manda a legislação marítima.

Esse barco de grande porte já vinha sendo monitorado pela policia europeia, que comunicou a PJ sobre a carga que carregava. Desta vez, a PJ cabo-verdiana foi envolvida no processo desde o início, tendo os inspectores saido para o mar alto muitos dias antes.

Toda a acção foi desenvolvida na sequência de troca de informação operacional com o MAOC – N, (Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics), com sede em Lisboa. A PJ contou, ainda, com a cooperação da Polícia Federal do Brasil, e, na operação de busca, descarga, transporte, acondicionamento e guarda do produto apreendido, contou com o apoio da Polícia Nacional de Cabo Verde.

Foto: Policia Judicária



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # ADVOGADO DO DIABO 05-08-2019 09:35
Considerando de que, desconheciam a existência da droga no navio, o Tribunal da Relação de Sotavento irá decretar a soltura dos detidos sob TIR -Termo de Identidade e Residência e enviados para o Brasil onde vão aguardar o julgamento.
Responder
0 # Mada 04-08-2019 16:58
Temos que protejer a nossa zona - ZEE, bom trabalho da PJ e Guarda Costeira.
Responder
+1 # Manuel Miranda 04-08-2019 11:50
Todos são inocentes, porque os pacotes eran todos peixes, repentinamente e de forma milagrosa viraram coisas do contrabando.
Vão receber os TIR e só depois de alguns anos se estāo vivos, vão ser chamados para algum depoimento, mas, atraves do advogado.
Responder
0 # Bruno Almeida 04-08-2019 10:20
ADIVINHEM O QUE VAI ACONTECER .... OS CRIMINOSOS VÃO DIZER QUE NÃO SABIAM QUE A DROGA ESTAVA NO BARCO KKKKKKKK E DEPOIS O GOVERNO BRASILEIRO VAI PRESSIONAR O GOVERNO QUE POR SUA VEZ VAI PRESSIONAR A JOOSTYÇA (será que rima com chiça ?)
Responder
0 # Luiz Nunes 05-08-2019 12:56
O Governo brasileiro mudou, o ladrão Lula da Silva está na cadeia. Esse governo vai pedir prisão perpétua para que nunca mais regressem os traficantes ao Brasil! Abs
Responder