Pub

O primeiro-ministro considera que o Governo tem dado “resposta forte” à insegurança no país, apesar de reconhecer não se tratar de um fenómeno que pode ser combatido de “um dia para outro”.

Ulisses Correia e Silva fez esta apreciação à imprensa quando questionado, à margem do encerramento dos trabalhos do 3º Diálogo de Alto Nível do Atlantic Interactions Research (AIR) Center, sobre a insegurança no país, particularmente na ilha do Sal.

“Estamos a fazer o que deve ser feito, investindo nas forças policiais, criando condições como o caso do projecto Cidade Segura”, declarou Ulisses Correia e Silva, que informou que esse projecto vai arrancar “brevemente”, com acções no domínio da inclusão social para que o problema de insegurança urbana “não seja um problema para o país”.

Reconhece que o foco de insegurança tem estado a movimentar-se estando, neste momento, com “maior incidência” na ilha do Sal, e afiançou que o combate “vai ser global e será vencida”.

No mês de Abril, a população salense saiu à rua manifestando insatisfação e chamando a razão do Governo para melhorar a segurança na ilha, que segundo afirmam, tem causado “impactos negativos” no sector do turismo.

Os eleitos municipais da ilha do Sal uniram-se e manifestaram ao Governo a sua preocupação com a onda de insegurança na ilha.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Ailton Jorge 15-05-2018 12:48
Ulisses a nho go nhu tem carra podre propi, verganha dja cabau propi, ami sima mi na bo in ca ta vota mas,. cu tudo alguem ki dja perde na praia ki tinda ca parse cu tudo insegurança na tudo ilha principalmente na Sal nhu ta bem cu es conversa li. e Claro a nho nu teni guarda costa nhu ca sta xinti insegurança.
Responder
0 # Apartidário 10-05-2018 09:58
Este "Rei" Odisseu com a sua cambada de séquitos desorientados está a levar o "barco" para um rumo que nada tem a ver com a prometida e amada "Ilha Ítaca". A ver para onde rumaremos!
Responder
0 # Atento di Picos 10-05-2018 08:53
Ulisses so pode sta dodu ou maluco de cabeça, pmd um alguém na se perfeito juízo ka ta fala isso. Nhu pensa ma notícia e so kel k ta dadu na TCV, k nhos ta poi parte k bem nhôs intende. Goci noticia ka meste nem reportér pmd hoje tudu Caboverdianu é jornalista ku se smathphone ou tablet, na si rede social. Hoje tudo alguém tem acesso à internet, fruto de um boa governação. Nu ka sta moda na ano 90 k era kel k radio ou televisão daba k povos ta obiba, pmd mundo era sukuro, mas goci tudo sta claro.
Ka nhu bem ku kes declarações de meia tigela la pmd ka ta passa. Um dia kusa ta txiga na nhó bedjo pp pa nhu xinti até undi k nhu teni segurança na pais. Sinceramente mesmo, pmd cara nhu teni forradu ku bidão, pmd mintira nhu ta conta de cara tranquila... Resto de povo ka ta tarda, mas parcem ma nhu ta kai antes pmd goci um ta fla keloto ta desminte, dja nu ka odja ma dja nu txiga era de #TA PITA TA DJUGA#
Responder
-1 # Djoncabafum 09-05-2018 21:38
Parece que este gajo nao tem ouvido o que se passa neste pa -- ís.
Sabemos que nao é coisa de da ou TV ou Ráio, é expressamente proibido.
Crie uma conta no FACE meu e tome conhecimento....... . . ...........
Responder
0 # Santos 09-05-2018 19:37
Enquanto temos políticos governantes a gastar milhões em viagens regabofes e o pobres sem um tostão para compra de pão vamos asSister crimes e mais crimes; enquanto temos políticos a comprar consciência dos pobres com drogas, álcool para obriga-Los a votar no seu partido, vamos ter mais crimes no país, enquanto permanece câmaras municipais empresas, governo a gastar dezenas de milhões em festas e promoção de álcool vamos assistir mais crimes, os crimes vao diminuir se um dia eliminamos os políticos corruptos; juízes procuradores corruptos., polícias corruptos.
Responder