Pub

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois indivíduos de nacionalidade ucraniana, por indícios da prática do crime de lavagem de capitais e três cabo-verdianos do sexo masculino, acusados da prática de crimes de abuso sexual contra crianças.

A detenção que ocorreu através da Secção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes e Crimes Organizados – SCITE – Brigada de Lavagem de Capitais, aconteceu segundo a PJ, na sequência do cumprimento de um mandado de busca e apreensão à residência dos ucranianos.

Na sequência das buscas efetuadas, sublinha a Policia Judiciária, foram encontrados dentro da residência dos detidos, em Palmarejo, uma arma de fogo de calibre 8mm, com o respectivo carregador, munido de sete munições de 6,35 mm e uma espingarda de pressão (pneumática) para caça submarina, com os respectivos acessórios.

“No acto das buscas, um dos suspeitos mostrou resistência ao cumprimento do mandado, entrando em confronto físico com os agentes, tendo os dois indivíduos sido detidos em flagrante delito”, sita o comunicado da PJ.

Presentes ao Tribunal da Comarca da Praia, os detidos ficaram sujeitos a medida de coação Termo de Identidade e Residência (TIR), ficando o julgamento sumário agendado para o dia 26 de Fevereiro.

Já a Secção de Investigação de Crimes Contra Pessoas (SICCP) – Brigada de Crimes Sexuais, em cumprimento de três mandados do Ministério Público, das Comarcas da Praia e São Domingos, deteve, fora de flagrante delito, três indivíduos do sexo masculino, acusados da prática de crimes de abuso sexual contra crianças.

Um dos acusados, de 26 anos de idade, refere nota da PJ, foi detido “por estar fortemente indiciado da prática de quatro crimes de abuso sexual de crianças, com penetração”, ocorridos entre Julho e Novembro de 2017.

“Os outros dois indivíduos, um de 68 anos, encontra-se sob suspeita da prática de cinco crimes de abuso sexual de crianças, ocorridos entre 2016 e 2017, enquanto que o outro de 63 anos, está indiciado de oito crimes de abuso sexual de crianças, praticados entre Janeiro e Fevereiro de 2018.

Os indivíduos de 26 e 68 anos foram presentes, ao Tribunal da Comarca da Praia para primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal, tendo-lhes sido aplicados as medidas de coação pessoal TIR e interdição de Saída do País para o indivíduo de 26 anos e Prisão Preventiva para o indivíduo de 68 anos.

O terceiro indivíduo, de 63 anos, foi apresentado, ao Tribunal da Comarca de São Domingos tendo-lhe sido aplicado o TIR, apresentação periódica à autoridade, interdição de saída do país e proibição de contacto com as vítimas, como medidas de coação.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

-1 # Burgo Santos 13-02-2018 09:20
Prender criminosos que cometeram crimes no ano 2016? isso cheira lavagem de imagem, com tantas criticas a actuação das autoridades sobre o desaparecimento de crianças, vem a PJ mostrar serviço prendendo pessoas que cometeram crimes a 2 anos atrás, porquê não foram prendidos antes?
Responder
-1 # latour 13-02-2018 12:58
nhos djobi si es pessoas ka sta na trafico de crianças desaparecidos
Responder