Pub

 

Uma delegação do Departamento da Polícia de Boston (BPD-sigla inglês) encontra-se de visita a Cabo Verde, com o objectivo de reforçar a cooperação com a Polícia Nacional (PN) e combater ameaças criminais conjuntas.

A delegação do BPD é liderada pelo superintendente e chefe do departamento, William Gross, e três policiais cabo-verdianos/americanos.

Esta é a primeira de uma série de visitas planejadas pela BDP com as autoridades cabo-verdianas, diz a nota da Embaixada dos Estados Unidos da América em Cabo Verde.

De acordo com uma nota de imprensa da Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Cabo Verde, a equipa da Policia de Boston e funcionários do Departamento de Estado vão trabalhar conjuntamente com as autoridades de Cabo Verde para analisar as tendências da criminalidade no arquipélago.

Do programa da visita da delegação americana consta igualmente a realização de “briefings sobre componentes-chave das estratégias de policiamento de Boston, ao qual se incluem: policiamento comunitário, uso de redes sociais, investigações de gangues e processos judiciais.

Segundo a mesma fonte, “trabalhar para aumentar a segurança e a estabilidade de Cabo Verde é uma das principais prioridades da Embaixada dos EUA na Praia e do INL, do Departamento de Estado.

Recorde-se que em Julho de 2017, a Internacionais de Narcóticos e Direito (INL) trabalhou com a Associação de Patrulheiros da Polícia de Brockton que culminou com o fornecimento de 80 coletes de protecção aos oficiais de Polícia Nacional (PN).

O governo dos Estados Unidos também forneceu, recentemente, rádios de comunicação policial avançadas, 15 barcos de patrulha e formações para a Polícia Nacional,

Ainda no âmbito da cooperação, o governo dos Estados Unidos e o Ministério da Justiça de Cabo Verde, através da Unidade de Informação Financeira (UIF) assinaram protocolo visando combater o branqueamento de capitais e o crime financeiro.

Numa reunião com os responsáveis da Polícia Nacional, realizada na Cidade da Praia, o Superintendente, William Gross, disse esperar “muita troca de informações e de experiências durante a visita para que possam aprender uns com os outros e juntos serem mais fortes”.

A visita do BPD ao arquipélago acontece após a assinatura recentemente de um memorando bilateral de cooperação sobre partilha de informação criminal conjunta entre os EUA e Cabo Verde.

Para o Embaixador norte-americano em Cabo Verde, Donald L. Heflin, “a segurança é o alicerce da democracia e estabilidade de Cabo Verde e é fundamental para a economia continuar a crescer”.

“Estou orgulhoso de que a Polícia de Boston esteja aqui para trabalhar com seus homólogos cabo-verdianos. Ao trabalhar em conjunto, os oficiais serão mais capazes de proteger os cidadãos contra as ameaças criminosas”, sublinhou o diplomata.

A visita é financiada e organizada pelo Escritório de Assuntos Internacionais de Narcóticos e Direito (INL) do Departamento de Estado dos EUA.

O BPD é uma das forças policiais mais antigas dos Estados Unidos da América e também é líder no policiamento comunitário e no uso de sistemas avançados de informação para monitorar padrões e estatísticas de crimes nos Estados Unidos, diz a nota.

A Cidade de Boston conta com uma grande comunidade de cabo-verdianos/americanos, incluindo mais de 65 descendentes que trabalham como policiais na região.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar