Pub

Ulisses Correia e Silva

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse hoje que não está prevista nenhuma remodelação governamental, conforme avançou o jornal A Nação na sua edição desta sexta-feira, 22.

“As remodelações não se declaram, fazem-se”, precisou Correia e Silva, acrescentando que aquele semanário “vem fazendo remodelação desde o primeiro dia da governação”.

Na sua edição de hoje, o A Nação anunciou a saída do elenco governamental dos ministros Arlindo do Rosário e Maritza Rosabal, respectivamente da Saúde e Segurança Social e da Educação e Família e Inclusão Social.

De acordo com o semanário, os dois governantes deverão deixar o Governo em Abril, altura em que o Governo da nona legislatura completa três anos.

Entretanto, em nota de imprensa divulgada esta quarta-feira, 20, o Gabinete de Comunicação realça que o Governo da IX legislatura, liderado pelo MpD, completou hoje três anos de vitória nas eleições legislativas, afirmando que está a governar com os olhos postos no povo cabo-verdiano e que Cabo Verde “está a crescer a um ritmo forte”.

Segundo a mesma fonte, o executivo de Ulisses Correia e Silva tem estado quase três anos a resolver graves problemas do passado, e a ultrapassar todos os tipos de obstáculos.

“Vivendo um momento impar da sua história, Cabo Verde começa a crescer a um ritmo forte, em apenas três anos, e hoje é um País onde há mais e melhor emprego, onde a economia está a crescer, a inclusão social é muito mais forte e onde há uma nova forma de exercer o poder”, lê-se no comunicado.

O Governo da IX Legislatura, prossegue a mesma fonte, está a defender a dignidade da pessoa humana e a promover todas as liberdades, destacando a coragem para reformar, a determinação para vencer os desafios e a ousadia para mudar o que tem de ser mudado como aspectos importantes da sua acção política.

Com Inforpress

Comentar