Pub

 Coroa de Flores JORGE Carlos Fonseca

O Presidente da República disse este domingo, que o 20 de Janeiro relembra o papel decisivo dos Heróis Nacionais da independência do país, mas sublinhou a necessidade de se renovar a data com novas ideias adequadas aos momentos históricos.

O repto foi lançado por Jorge Carlos Fonseca, na Cidade da Praia, ao depositar uma coroa de flores na estátua de Amílcar Cabral, para assinalar mais um aniversário da morte deste herói nacional, celebrado a 20 de Janeiro.

Para o Presidente da República, a cerimónia em apreço é um ritual do Estado que pretende relembrar o percurso feito para se chegar à independência de Cabo Verde, assinalar o papel decisivo dos heróis nacionais e daqueles que, de uma forma mais marcante, contribuíram para que o arquipélago passasse do estatuto colonial para o estatuto de um país soberano e independente.

“Naturalmente com o tempo, é necessário sempre encontrar formas renováveis mais apropriadas e adequadas de assinalar os grandes momentos da história do país, que para além dos rituais e dos actos simbólicos que existem em todo lado possam fazer coisas diferentes”, realçou.

Na ocasião, Jorge Carlos Fonseca lembrou que a Semana da República promovida pela Presidência da República, é um evento que celebra normalmente o 13 e 20 de Janeiro como datas importantes e marcantes da história de Cabo Verde, através de debates, reflexões, conferências, encontros com jovens e crianças, mas sublinhou que a ideia é que com o tempo as pessoas têm a noção de que essas datas são nacionais e propriedades do povo que é o principal protagonista de todas as lutas.

“As críticas são naturais sendo que se trata de um país plural e nesses percursos há sempre representações colectivas e é possível que ainda hoje por uma data e por outra no domínio das manifestações populares e representativas se possa associar uma data e outra a grupos, personalidades ou rostos, é dificilmente fugir a isso”, reconheceu o chefe de Estado.

Por outro lado, considerou que com o tempo e com a introdução de mais elementos de objectividade, de estudo, de investigação e com as mudanças de gerações essa ideia de que cada data tem um rosto irá diminuir.

Questionado sobre a manifestação da sociedade civil, promovida pela Associação Safendi “Tudo Hora” que se dirigia para o Memorial Amílcar Cabral, coincidindo com a cerimónia “oficial”, Jorge Carlos Fonseca disse que não conhece o conteúdo da manifestação, mas considerou que é um aspecto novo nessa simbologia do 20 de Janeiro, tendo realçado que se trata de sinais que devem ser interpretados e levados em conta pelos políticos.

Este ano, assinala-se o 46º aniversario da morte de Amílcar Cabral, o homem que marcou o rumo da história de Cabo Verde com a luta de libertação e que ficou reconhecido como o Pai da Nacionalidade Cabo-verdiana.

O 20 de Janeiro é a data que se celebra o Dia dos Heróis Nacionais e relembra a morte de Amílcar Cabral, considerado um dos líderes africanos mais carismáticos e influentes e uma figura de destaque no continente africano.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar