Pub

 

O chefe de Estado cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, inicia terça-feira a sua primeira visita de Estado ao principado do Mónaco durante a qual será assinado um acordo de cooperação bilateral, anunciou hoje a Presidência.

A visita, que decorre até quinta-feira, acontece a convite do príncipe Alberto II, que, em Setembro, esteve em Cabo Verde no âmbito da campanha "Mónaco Explorations", uma expedição científica de três anos que recria a viagem do seu tetravô.

A Presidência da República de Cabo Verde classifica a deslocação de Jorge Carlos Fonseca como "importante e pioneira", informando que da agenda faz parte um encontro entre os dois chefes de Estado, na quarta-feira, no Palácio Grimaldi.

Durante o encontro, adianta a Presidência, serão a abordadas "as perspetivas de cooperação a vários níveis, entre os dois países".

O Presidente da República de Cabo Verde visitará também o Museu Oceanográfico do Mónaco, altura em que lhe serão apresentados os resultados da missão exploratória feita recentemente em Cabo Verde pelo Príncipe Alberto II.

Ainda no Museu Oceanográfico, decorrerá a assinatura do primeiro Acordo Quadro de Cooperação entre Cabo Verde e o Mónaco, a ser subscrito pelos ministros de Estado monegasco, Serge Telle, e dos Negócios Estrangeiros e Comunidades cabo-verdiano, Luis Filipe Tavares.

Durante a visita, Jorge Carlos Fonseca será também acompanhado pelo ministro do Turismo, Transportes e Economia Marítima, José Gonçalves.

Cabo Verde e o Mónaco estabeleceram relações diplomáticas há menos de um ano, em Agosto de 2017.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

0 # Nicolau 11-04-2018 18:42
nho presidenti pamó nho ka ta ba vizita kes koitadus di txan ki nhos n'gana na kanpanha
Responder
+1 # Aristocrata Bué 09-04-2018 14:38
Desejo-lhe boa viagem e bons negócios para Cabo Verde. O principado de Mónaco é um excelente lugar para nos inspirarmos e trazer ideias maravilhosas para o nosso país.
Responder