Pub

 santiago cabo verde

Mais de metade de toda a riqueza produzida em Cabo Verde em 2017 teve origem na ilha de Santiago, que voltou a reforçar esse peso após a queda no ano anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o relatório do INE sobre o produto interno bruto (PIB) de 2017 distribuído por ilha, divulgado esta quasrta-feira, 20 de novembro, as que maior peso apresentaram foram as de Santiago (52% do total), São Vicente (15,5%) e Sal (12,6%).

A ilha de Santiago, onde está a cidade da Praia, capital do país, viu o seu PIB crescer 2,2% face ao ano anterior.

Genericamente, o PIB quantifica a soma, em valor monetário, de todos os bens e serviços finais produzidos num determinado país ou região, num período de tempo específico.

Nos últimos 10 anos, Santiago liderou sempre na origem do PIB cabo-verdiano, mas registou uma queda de 0,2 e de 0,9% nos valores absolutos, respetivamente, de 2013 para 2014, e depois de 2015 para 2016, pelo que retomou o crescimento desse peso no ano seguinte, segundo o relatório do INE.

No sentido oposto aparecem as ilhas de São Nicolau (1,9% do PIB nacional), Maio (0,9%) e Brava (0,7%), de acordo com o mesmo relatório.

As variações foram positivas em todas as ilhas face a 2016, com exceção do Sal, a mais turística do arquipélago, cujo peso do PIB nacional desceu 1,5%.

O PIB de Cabo Verde foi de 165.782 milhões de escudos (1.493 milhões de euros) em 2016, subindo 4,4% em 2017, para 173.097 milhões de escudos (1.560 milhões de euros).

A ilha de Santiago, que concentra empresas, turismo, administração do Estado e atividades agrícolas, entre outras, ‘valeu’ nesse ano 89.987 milhões de escudos (810 milhões de euros) ao PIB cabo-verdiano.

O PIB per capita em Cabo Verde passou de 312.067 escudos (2.810 euros) em 2016 para 321.945 escudos (2.900 euros) em 2017, traduzindo-se num aumento de 3,2%.

Neste aspeto, as ilhas mais turísticas do país lideram destacadas, com o Sal a chegar a um PIB per capita de 591.369 escudos (5.328 euros), seguido da Boa Vista, com 580.162 escudos (5.230 euros), e de São Vicente, com 325.054 escudos (2.928 euros).

A ilha de Santiago surge apenas no quarto lugar entre as nove ilhas habitadas, com um PIB per capita de 298.066 escudos, de acordo com o relatório do INE.

Com Lusa



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentários  

+2 # ReflexãoIII 21-11-2019 11:14
Continuando para desconstruir essa propaganda, tomando de exemplo a Suiça e a India. pib da india 2,597 trilhões USD e pib da suiça 678,9 bilhões USD. Segundo o raciocinio do articulista deste jornal a India é mais rica que a Suiça. Agora esclarecendo pib per capita da india 1 939,61 USD e da suiça pib per capita 80 189,70 USD portanto quase 80 vezes superior. Eu diria que o ocio dos jornalistas em C.Verde é gritante
Responder
+2 # ReflexãoII 21-11-2019 11:08
O Titulo deveria ser a Ilha Concentra mais de metade da riqueza de Cabo verde e não produção, porque é o PIB per capita que determina a produtividade (riqueza). Os jornalistas em CABO VERDE, em vez de esclarecer as pessoas, tendem a enganar embora pressupõe que não seja a área deles, mas devem consultar um em vez de publicarem asneiras...
Responder
+3 # Reflexão 21-11-2019 10:55
A maquina em vespas de Eleições já começa a propaganda enganosa. o que interessa é a produtividade e não a produção e nesse quesito a Ilha de Santiago Apesar de concentrar todo os recursos de Cabo Verde e os apresenta como própria, fica na quarta posição. Produtividade baixa geração de riqueza (4ª em CV). mas açambarca mais de 90% dos recursos gerados em Cabo verde
Responder
0 # Miguel Ramos 21-11-2019 08:29
Com fé em Deus e claro, se a justa política de distribuição de riqueza e de poderes, pós 75, continuar assim, de certeza, um dia se chegará á tão sonhada meta dos 100%.
Responder
+2 # Jorge 21-11-2019 08:29
Lógica da batata. Naturalmente que com mais de metade da população e com as representações diplomáticas e funcionalismo público todo aí instalado tem que produzir mais valor em termos absolutos. No entanto a maior riqueza per capita está no Sal e na Boa Vista. isto sim é que devia ser o destaque.
Responder
+3 # jose carlos 20-11-2019 21:59
Tendo a ilha de Santiago mais de metade da população do País vivendo aí, grande parte dos quadros profissionais de TODO O País trabalhando na administração pública, hospitais, escolas, e nas empresas que estão sediadas na ilha, a maior parte dos comércios e negócios como qualquer Capital de um País, o mais natural é que produzisse a maior fatia do PIB do País.
Responder