Pub
Por: Redacção

 ellalink

O Banco Europeu de Investimento acaba de aprovar um empréstimo de 25 milhões de dólares a Cabo Verde para a construção de uma nova conexão de telecomunicações, que, segundo o BEI, "permitirá o funcionamento de serviços móveis 4G e melhorará a resiliência das conexões internacionais com o arquipélago". 

O BEI justifica a concessão de tal montante como sendo “parte de seu compromisso de apoiar pequenos Estados insulares em todo o mundo”.

“Como as comunicações existentes no país dependem de um único cabo submarino que está a chegar ao fim da sua vida operacional, a ligação ao cabo EllaLink, a ser financiado pelo novo empréstimo do BEI, desbloqueará um vasto leque de oportunidades”, pontua o banco europeu, que recorda que já vem apoiando investimentos de longo prazo em Cabo Verde desde 1979, com quase 150 milhões de euros até à data.

Este novo empréstimo para a Cabo Verde também “ajudará a expandir o acesso à Internet FTTH e permitirá que a energia solar seja utilizada para alimentar a rede de telecomunicações. Faz parte de um pacote total de investimentos no valor de US $ 60 milhões pela operadora local”, informa o site espoecializado Telecompaper.com

A publicação reforça ainda que as comunicações existentes em Cabo Verde dependem de um único cabo submarino que está chegando ao fim de sua vida operacional e tem capacidade de dados limitada. “O novo link será conectado ao sistema de cabos EllaLink que está actualmente a ser instalado entre o Brasil e Portugal, e que se estende ao arquipélago de Cabo Verde”, adianta o neweurope.eu



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar