Pub

Cabo Verde ganha medalha de bronze no teqball

A dupla cabo-verdiana constituída pelos atletas Edson Graça e Rodirley Duarte conquistou esta terça-feira, 18, a medalha de bronze de teqball no âmbito dos I Jogos Africanos de Praia, que decorrem na ilha do Sal.

A dupla venceu, na sua primeira partida de sempre, a equipa do Senegal Dia Cire/Dieye Moussa por 20-14 no Santa Maria Beach Park, repleto de espectadores que presenciaram o lançamento desta modalidade em Cabo Verde.

Já nas meias-finais finais, a dupla crioula conquistou a medalha de bronze ao perder o jogo de acesso à final ante o conjunto da Nigéria, formado por Adindu Thangod/Nwabeze Emmanuel.

A medalha de ouro dos I Jogos Africanos de Praia em teqball - uma espécie de ténis de mesa, mas jogado com os pés e cabeça - foi conquistada pela dupla dos Camarões, Noah Essoma Hubert/Tchami-Djomaha Gregory, fruto do triunfo por 20-10 alcançado na final ante os nigerianos.

Com a conquista desta medalha de bronze, eleva para oito o número de medalhas alcançados por Cabo Verde, das quais uma de ouro (futebol freestyle rotinas) duas de prata (andebol feminino e futebol freestyle batalha) e cinco de bronze (karaté feminino e por equipas, ténis pares femininos e pares misto e, teqball duplo.

A prova de teqball foi presenciada por figuras internacionais de renome como o antigo internacional português Simão Sabrosa, enquanto embaixador desta modalidade, a estrela brasileira do futebol feminino Natalia Guitler, os antigos capitães da selecção de futebol de Cabo Verde, Bubista e Nando, entre outras individualidades nacionais e estrangeiras.

Com Inforpress



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar