Pub
Por: André Monteiro Silva

obra jose silva

As coisas lindas que a vida nos ensinou: Chorar com as letras, cantar e beijar com elas, vencê-las numa luta desigual para emancipá-las na fase de menino néscio, chorando, brincando e aprendendo. Aturar os mestres, gemer com as palavras lindas de baixo das lágrmas e das angustias que o livro teimoso não quis convir conoscos, subordinado ao nosso intelecto que nunca se envergou perante os tempos mais dificeis da soletração. Cantar com as frases caprichosas que guiaram os nossos passos para se atingirem paulatinamente as exigências prementes da inteligencia que marcou o periodo mais belo da consolidação da leitura e da escrita. O autor fez o Segundo Grau de Instrução Primária, na sua época, era um aluno de Distinção, uma pessoa inteligente com excelente qualidade em diferente sectores de actividades publicas

Fez o Curso Geral e Complementar dos Liceus. Depois de concluiu o Curso da Hotelaria e Turismo na cidade de Lisboa.

As letras e literatura, que povoam o sentimento emocional do poeta na sua inspiração louca da sua liberdade criativa de transformar o mundo de fantasias de amor, de saudade, da despedida, da partida e do regresso, nos seus poemas que fortaleçam o espirito do leitor e engrandecem a alma do auditor. Assim, o autor prometeu a si mesmo ao seu espirito criador que, só sentiria realizado: plantando uma árvore, ter um filho e escrever livros. O livro esta dividido em seis passos, e com 196 paginas. – Os leitores desta obra vão-se mostrar bem dispostos, para entrar com sucesso na assimilação e gosto pela leitura das mais berrantes poesias, que retratam as emoções do coração e o sossego do espirito que, o ato de ler transforma o comportamento nobre do sentimento poético, na medida que vão surgindo ideias e factos proeminentes que imortaliza o poeta na sua obra, que varre o mundo da tristeza, da ignorancia, do medo, enchendo de orgulho e satisfação ao publico leitor. No nosso mundo de amor, da solidariedade, da paz e da tranquilidade, numa viagem ás diversas culturas e viajando com alma da poesia.

As vivencias além do horizonte, atravessando mares distantes entre saudades da ida e volta da nossa gente vocacionada na emigração, compreensão do poema – para absorver com profundidade as essências que revelam os versos encantados, atraindo as emoções que o coração dos poemas puxa as sensações do cerébro, para extender o romantismo das poesias nas suas mais variadas formas de sentimento consolador, daqueles que deixaram o seu mundo de solidariedade para se perder no espaço da eternidade. Nada mais vivo do que um poema para reviver o espirito criador do leitor, para preencher as lacunas nos vazios das horas de lazer e combater o stress, ativando a sua memória compreeensiva dum amor que viveu e, ou que pensa viver nas poesias que refrescam o sabor da vida, combatendo a tristeza, enchendo o espirito e a alma de alegria.

As mensagens constituem o centro fulcro dos poemas e poesias, quando bem afixados permite tirar o máximo proveito da leitura, pela sua assimilação, compreeensão e reflexão. Elas descortinam o processo do valor activo da leitura com informações, que as retinas dos olhos capitam mecanicamente numa pausa de fixação interiorizada no cérebro, permitindo deste modo, a fixação de mensagens, transmitindo intrínsecas as informações das letras e das palavras doces das poesias.- Apreciação dos versos – deliciar um verso como a componente mágna das rimas, fortalecendo os sons estimulantes dos estrófes, num verso, e num poema.

Esta OBRA POÉTICA DO AUTOR JOSE ALVES, que vai no seu segundo volume, com composições vibrantes no estilo dos ecritores que atravessam épocas mais brilhantes das poesias no periodo medieval, bebendo na fonte poética da antiguidade e do romantismo. Entretanto, devo enaltecer os poemas e as poesias contemporâneas dos nossos dias, onde aparecem poetas e compositores de talentos extrtaodinarios, especialmente da nossa lingua crioula, que os poemas e as poesias caboverdeanas vêm desde a claridade e dos claridosos que perfilam com os maiores poetas do mundo, porque se o mundo tem NOBEL Cabo Verde também o tem, igualmente os grandes compositores das mornas das coladeiras desde os tempos recuados com o funaná e batuque. Os poemas encorporados neste livro de memórias poéticas revestidas de composições singulares, atravessando as orelhas do mundo, com letras de rosas e poemas de amor, de saudades e palavras vesáteis, de sentimento e pensamento nobres.

E de salentar os poemas que o autor escreveu:

Quem fui eu e quem sou eu

De onde que eu vim e para onde eu vou

Meu amor tenha pena de mim

Meu amor venha me buscar

Um beijo do amor que me amou

Morgadinha do meu cafe

Meu amor de boa viagem

Um beijo para o meu desejo

Minha terra Ribeira do Ilheu escondida na rocha nua

Etc.

 

                              



APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar