Pub
Por: Redacção

mc tranca fulha

Câmara Municipal da Praia justifica decisão alegando pressões contra o artista mais solicitado e controverso do momento, o MC Tranca Fulha. O produtor, Daves Soares de Carvalho, está estupefacto.

O MC Tranca Fulha, previsto para actuar nesta edição do Festival da Gamboa, foi retirado do cartaz à última hora, por pressão de “pessoas do poder”, segundo sua empresa produtora, a DNA Produções.

O artista, conhecido sobretudo pela música Tranca Fulha, que faz alusões sexistas, já tinha sido aceite e aprovado pela comissão organizadora do festival para actuar no Gamboa Jovem, um público mais adepto dessa batida bem na moda em Cabo Verde e na Diáspora. Mas à última hora, a Câmara Municipal da Praia resolveu retirar o músico do cartaz, sem explicação condizente.

Ao Santiago Magazine, a sua manager e produtora, DNA Produção, mostra-se claramente surpreendido e manifestamente insatisfeito. “Estava tudo programado, o MC Tranca Fulha, deveria actuar no domingo no Gamboa Jovem, e não no Gamboinha, mais virado para crianças. Ora, estava certo e aprovado pela CMP que ele iria cantar para um público seu, logo, sem nenhum atentado ao pudor ou mensagem inadequada para crianças”, diz Daves Carvalho, que fala em censura contra MC Trabca Fulha..

O produtor afirma que a própria Câmara Municipal da Praia, através do seu departamento de Cultura, que lhe informou sobre a retirada de MC Tranca Fulha do cartaz da Gamboa. Isto depois de já ter publicitado nas rádios e televisões a presença de Tranca Fulha no certame. “A Câmara, que aprovou de pronto a actuação do músico, voltou atrás, afirmando que houve pressão de pessoas acima para que o MC fosse retirado do programa”, continua Carvalho, dono da DNA Produções.

Mais do que isso, acrescenta o produtor, o MC Tranca Fulha estava em digressão pela Europa e teve de suspender os espectáculos para poder actuar no Gamboa. Depois de Portugal, onde entrou num caixão, e de França, aparecendo em palco numa gaiola, o polémico artista tinha actuações agendadas para outros países europeus. “Ele perdeu dinheiro em show2s na Europa só para poder estar no Gamboa, mas tiraram-no do cartaz depois de já o terem. Não entendo!”!

Santiago Magazine tentou ouvir a versão da Câmara Municipal da Praia sobre este recuo, mas as nossas tentativas forma infrutíferas.

Comentários  

+5 # PB 11-05-2019 22:15
Bem trado. Ba Canta la dento gaiola.
Responder
+6 # Arena crítica 11-05-2019 20:12
Neste país confude-se a liberdade de expressão com estupidez, por diversas vezes. Este grupo não merece atuar em palco algum, porque as músicas não mostram nenhum valor que o ser humano possa apreciar. Muito pelo contrário, aquilo que fazem é um antivalor. São aplaudidos por muita gente neste momento por pura ignorância das pessoas. A Câmara fez muito bem ao retirá-los do cartaz. Na verdade, nunca os deveria ter incluido na lista .
Responder
+5 # Samira Soares Cabral 11-05-2019 19:00
Até k enfim kes badio faze um cosa drete!!!! Mandal bba basta!!! O k Kel tá canta???!!!
Responder
+8 # Migueis 11-05-2019 12:34
A unica coisa correcta que a CMP fez até agora...
Responder
-4 # Santos teixeira 11-05-2019 12:21
A Camara deve ser responsabilizada pelo sucedido.

Entrar com pedido de indemnizaçāo junto do Tribunal
Responder