Pub

cvma.png

O tema Homi Grandi valeu a Loony Johnson os troféus de melhor Afrobeat, Melhor Videoclip e Melhor Colaboração. Prémios que dedicou à família, ao pai doente, a Zeca de Nha Reinalda, com que partilha o tema, e aos fans.

O artista cabo-verdiano, radicado nos EUA, Roy Job arrecadou igualmente três prémios, nas categorias de Melhor Coladeira com o tema Xtoria d’bo Manera, Melhor Produtor e Álbum do ano pelo seu primeiro trabalho discográfico, Dedication. Roy Job explicou que o trabalho é uma homenagem a Cabo Verde e agradeceu aos músicos que colaboraram no álbum, entre os quais o irmão Djim Job.

Priparadu é Música Popular do Ano

Nancy Vieira, representada pelo produtor Teófilo Chantre, também recebeu dois prémios. Melhor Música Tradicional e Melhor Intérprete Feminina.

O tema priparadu de Rapaz 100 Juiz com os Calema ganhou  a preferência do público para Música Popular do Ano.

A gala que foi apresentada por Carlos Gabriel Fonseca (Dj Pensador), a moçambicana Vanesa Figueiredo e o humorista, Carlos Andrade, contou com as actuações dos convidados Jasmin, Dom Kikas e Charbel, além dos artistas nomeados para música do ano (Rapaz 100 juiz, Leo Pereira e Loony Johnson).

A gala dos Cabo Verde Music Awards (CVMA) aconteceu mais uma vez na Assembleia Nacional e ficou marcada este ano por uma menor participação do público, bem como pela ausência de vários dos artistas nomeados.  

Além dos prémios das categorias oficiais, foram também atribuídas quatro menções honrosas, o prémio Artista Solidário ao rapper Batchart pelos seus projectos e intervenções sociais, além do prémio Carreira para o artista Dany Silva e o Sapo Awards, que foi este ano para o artista Djodje.

A nona edição dos CVMA homenageou a título póstumo o compositor cabo-verdiano Orlando Pantera. Parte da bilheteira reverteu a favor das vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, cumprindo assim, mais um ano, a componente responsabilidade social do evento.

Vencedores:

  1. Música Tradicional: Nancy Vieira (Bocas di Paiol);
  1. Melhor Videoclip: Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda (Homi Grandi);
  1. Melhor Hip Hop/RnB: Djedje ft. Olga (Cidade Perdida);
  1. Artista Revelação: Lucibela;
  1. Melhor Ritmo Internacional: Dino d’Santiago (Como Seria);
  1. Melhor Afrobeat - Afrohouse: Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda (Homi Grandi);
  1. Melhor Coladeira: Roy Job ft. Grace Évora (Xtoria d’bo Manera);
  1. Melhor Kizomba: Djodje ft. Jimmy P (A Fila Anda);
  1. Melhor Funaná: Tony Fika (Nha Cutelo);
  1. Melhor Colaboração: Loony Johnson ft. Zeca Nha Reinalda (Homi Grandi);
  1. Melhor Produtor: Roy Job (A Dedication);
  2. Melhor Intérprete Masculino: Mirri Lobo;
  1. Melhor Intérprete Feminina: Nancy Vieira;
  1. Melhor em Palco: Elji Beatzkilla;
  1. Álbum do Ano: Roy Job (A Dedication);
  1. Melhor Morna: Lucibela (Laço Umbilical);
  1. Música Popular do Ano: Rapaz 100 Juiz ft. Calema (Preparado).


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

A crise na imprensa mundial, com vários jornais a fechar as portas, tem um denominador comum: recursos financeiros. Ora, a produção jornalística, através de pesquisas, entrevistas, edição, recolha de imagens etc. Tem os seus custos. Enquanto está a ler e a ser informado, uma equipa trabalha incessantemente para levar a si a melhor informação, fruto de investigação apurada no estrito respeito pela ética e deontologia jornalisticas que caracterizam a imprensa privada, sobretudo.

Neste momento em que a informação factual é uma necessidade, acreditamos que cada um de nós merece acesso a matérias precisas e de interesse nacional. A nossa independência editorial significa que estabelecemos a nossa própria agenda e damos nossas próprias opiniões. O jornalismo do Santiago Magazine está livre de preconceitos comerciais e políticos e não é influenciado por proprietários ou accionistas ricos. Isso significa que podemos dar voz àqueles menos ouvidos, explorar onde os outros se afastam e desafiar rigorosamente aqueles que estão no poder.

Portanto, se quiser ajudar este site a manter-se de pé e fornecer-lhe a informação que precisa, já sabe que toda contribuição do leitor, grande ou pequena, é tão valiosa. Apoie o Santiago Magazine, da maneira que quiser, podendo ser através da conta nº 6193834.10.1 - IBAN CV64 000400000619383410103 – SWIFT: CANBCVCV - Correspondente: TOTAPTPL - Banco Caboverdeano de Negócios - BCN, ou por meio deste dispositivo do PayPal.


APOIE SANTIAGO MAGAZINE. APOIE O JORNALISMO INDEPENDENTE!

Comentar