Pub

Mais de 700 efectivos da Polícia Nacional (PN) vão estar envolvidos na implementação do plano de segurança do IV Fórum de Desenvolvimento Económico Local a ter lugar de 17 a 20 de Outubro, na Cidade da Praia.

Segundo o porta-voz da PN, o comandante Domingos Rosa, o plano prevê intervenções em duas frentes, isto é, garantir a segurança no perímetro do local que acolhe o evento, o Estádio Nacional, e, ao mesmo tempo, reforçar a segurança nos bairros, e, de forma particular, nas localidades que vão acolher as actividades descentralizadas desse encontro mundial.

Domingos Rosa adiantou que todo o efectivo do Comando Regional da Praia, desde o comandante regional até o agente de segunda classe menos antigo, vai estar envolvido para garantir que esse mega evento decorra na normalidade.

“A segurança vai estar apertada. Trata-se de um evento mundial. Por isso, todo o efectivo do Comando Regional da Praia, que são mais de 500 homens e mulheres, vai estar engajado e vamos ter o reforço dos elementos das unidades especiais, à volta de duas centenas e meia de homens e mulheres e os elementos da Direcção de Emigração e Fronteiras (DEF)”, disse.

Domingos Rosa avançou ainda que o Comando da Praia espera contar ainda com reforço dos outros comandos do interior de Santiago.

Além do trabalho que vai ser desenvolvido no Estádio Nacional, local onde vão decorrer as sessões, a PN terá também a preocupação de assegurar a segurança em toda a Cidade da Praia.

Por isso, as esquadras policiais e o Comando Regional da Praia vão fazer um esforço suplementar para fornecer pessoas para trabalhar no evento, e, ao mesmo tempo, intensificar a segurança nos bairros, sobretudo naqueles que vão receber actividades paralelas ao evento.

Domingos Rosa salientou que todas as valências da Polícia Nacional vão estar engajadas, desempenhando um papel específico.

Por exemplo, o controlo do acesso, o registo e a circulação das pessoas dentro do perímetro do evento vai ser assegurado pelos elementos da Direcção de Emigração e Fronteiras, com apoio de equipamento para a detecção de objectos proibidos.

O pessoal da investigação criminal e do serviço de informações vai estar a trabalhar à paisana em pontos estratégicos, tanto no perímetro interior como no exterior, na parte da inteligência policial.

O pessoal do trânsito vai estar 100 por cento empenhado no controlo da circulação rodoviária no Estádio Nacional e um pouco por todo o lado da Cidade da Praia, os outros agentes estarão na vigilância e no patrulhamento não só do local do evento, mas também de toda a cidade.

Além da PN estão envolvidos nesse plano de segurança a Polícia Judiciária, as Forças Armadas, a Guarda Municipal, empresas de segurança privada, o Serviço Nacional da Protecção Civil, Bombeiros Municipais, Cruz Vermelha, Delegacia de Saúde, entre outras entidades.

O IV Fórum Mundial de Desenvolvimento Económico Local, cuja abertura terá lugar na tarde de terça-feira, conta com a inscrição de mais de 2000 participantes de 86 países.

Com Inforpress

Comentários  

0 # Goly amado 16-10-2017 20:12
Fico contente cuando vejo homens e mulheres a fazer nossa caboverde livre com segurancas do melhor do mundo.agradeco a todos voz.bom tratrabalho para que nossos povos fica sair da casa livre dos que nao gosta de viver livre.cuando ouvi que pessoas nao sai da casa porque tem medo fico triste.pergunto isto nao pode ser temos homens de cabeca e forca para manter caboverde livre.obrigado a todas forcas de segurancas de caboverde.policias forcas armadas maritimos em fim homens que sabem mandar.
Responder