Pub

O crime aconteceu na noite de Sábado para Domingo. Kenedy Freire Aguiar Sousa Brito, de 27 anos de idade, foi agredido por 8 pessoas, com lhe desferiram vários golpes de faca, quando tentava evitar um amigo que se encontrava envolvido numa briga, em Cacém, Portugal.

O assassinato aconteceu numa festa. O jovem, que vivia com a esposa e uma filha de 3 anos em Bacarena, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

As autoridades policiais tomaram conta do ocorrido logo de imediato, e neste momento estão a trabalhar no sentido de desvendar tudo o que terá acontecido com o jovem Sousa Brito.

Assim, um irmão da vítima informou ao Santiago Magazine que o corpo só será liberado aos familiares esta quinta-feira, dia 14 de Setembro.

Sousa Brito, que vivia em Portugal há 5 anos, era pai de 3 filhos menores. Natural de São Lourenço dos Órgãos, seus amigos e familiares o descrevem como uma pessoa tranquila, responsável e amigo dos seus amigos.

Joaquim Freire Semedo, irmão da vítima, disse ao Santiago Magazine que os familiares ficaram agastados com os órgãos de comunicação social portugueses quando afirmaram que se tratou de ajuste de contas.

Com efeito, Santiago Magazine regista com alguma preocupação esta tentativa recorrente de os órgãos de comunicação social de Portugal associarem os casos de assassinato envolvendo cabo-verdianos como sendo ajustes de contas, ou outros motivos relacionados com o mundo do crime.

"São afirmações e atitudes pouco dignas, sobretudo para um país que se assume como cosmopolita e avesso a todo o tipo de racismo, ou atitudes racistas", desbafa um emigrante em conversa com este diário digital.    

Comentários  

0 # SÓCRATES DE SANTIAGO 11-09-2017 18:54
Um acto hediondo a todos os títulos. Sinceras condolências à família enlutada.
Responder