Pub

Claudelino Dias, gerente da Caixa Económica de Cabo Verde (CECV) em Calheta, concelho de São Miguel, foi vítima de um assalto e sequestro (toda a família foi feita refém) em sua própria casa em Santa Catarina. O crime aconteceu na noite de quinta para sexta-feira.

Foram momentos de grandes constrangimentos para este bancário e sua família, porque, segundo as nossas fontes, os assaltantes amarraram a sua família (mulher e filho), obrigaram-no a ir levantar dinheiro no multibanco. Sendo gerente de um banco, os assaltantes queriam, a crer nas nossas fontes, obrigá-lo a deslocar-se à agência da CECV, na cidade da Calheta, para poderem roubar o dinheiro ali depositado.

E é aqui é que este assalto assume contornos mais preocupantes, incorporando um novo “modus operandis”, que é esta tentativa de obrigar o gerente a ir abrir ao banco para lhes dar o dinheiro.

E isto cria, como é óbvio, mais medo na sociedade. No entanto, uma fonte que trabalha na Caixa Económica de Cabo Verde, informou ao Santiago Magazine que os gerentes não têm acesso aos fundos da agência sozinhos, pelo que seria impossível os meliantes conseguirem os seus intentos.

Consta, no entanto, que durante o assalto e nas demais acções que se seguiram, Claudelino Dias foi agredido e violentado pelos assaltantes que pretendiam a todo o custo conseguir, por esta via, assaltar a agência da CECV na cidade da Calheta.

Depois do assalto, os assaltantes deixaram a viatura de serviço do gerente abandonado na localidade de Achada Lém.

As autoridades policiais estão no terreno a investigar o caso. Santiago Magazine promete trazer mais informações aos seus leitores.

Comentários  

0 # Augusto Monteiro Bor 05-09-2017 16:25
Na na nossa caminhada, às vezes somos confrontados com a fúria do vento contrário. A vida é assim.Tenha coragem!
Responder
0 # Avelino R. Pina 04-09-2017 09:11
Força e coragem, caro amigo. Fé em Deus, que tudo será resolvido.
Responder
+1 # delfurtado 03-09-2017 19:26
Enfim... cada vez mas insegurança, contrariamente ao ki foi prometido. Caçu bodistas dja ka spadja na terreno pamodi djes odja e es sabi ma MPD sta ta fitxas odju, alias, MPD mestes cada vez mas experiente e corajozus pa novu campanha. Goci é lei da selva, salva kem ki podi. Ami certo nsta spadja nha pé. até um dia CV
Responder
0 # Daves 03-09-2017 16:16
BCV?
João Serra em sta ocupado lu persiguison politica dentro di BCV pe podi agrada Olavo e pa es sticalpa se mandato, sem djobi ps lado. E ka teni tempo pap Banco Comerciais.
Ah Serra li ki e tapadinha. Aqui se faz aqui se paga.
Responder
+1 # Manuel Gomes de Mira 03-09-2017 14:09
Desejo-te forças para si e sua familia e tāo breve recuperacao psicólogica sobretudo, para o seu desempenho profissional, cujo, nenhum meliante vai dexar-te desistir é que sabes fazer com zelo e honestidade. Às autoridades competentes, deixo um conselho: - Já está na hora de colocar um ponto final na tolerancia relativamente, aos meliante( bandidos);
- As autoridades policiais, devem redobrar a vigilancia sobre os individuos retornados e os grupos denominados caçubodistas, porquanto, esses individuos, estāo bem organizados e fazem previamente seus planos de ação;
- A vigilancia policial neste momento, debe ser musculada e redobrada, sobretudo, à noite, onde qualquer que seja, a circulação auto ou pedestre deve ser considerada suspeita e susceptiva de ser fiscalizada ou abordada e seguida;
- Tolerancia Zero, apartir das 00h00;
- Colocar nos centros urbanos mais movimentados, dispositivos electrónicos de vigilancia;
Cabo Verde, nāo vai bem em materia de segurança ínterna e as autoridades devem dar sinal de sua melhoria, para o bem do seu desenvolvimento.
Responder
0 # felixcv 03-09-2017 13:04
I Ulisses? Kuando kes ta pegal pes dal un bon Càsubòdi? Nta spera resposta
Responder
+1 # OCTAVIO tavares 03-09-2017 08:27
Grave mto Grave..Força Cau um abraço...bandidos ca ta podi tra PAZ di nos terra..
Responder
0 # djam bem 03-09-2017 21:19
djas tra dja, ou inda nho ka da conta, mas ki si kau cre pp
Responder
0 # César Isabel da Cruz 02-09-2017 22:26
Parece que vamos ter que dizer ao Embaixador Carlos Veiga, na Merka, que ele não deve concordar com as deportações para Cabo Verde. Ele, que não concorde, e pronto! Assim, Merka fica com os seus delinquentes, e nós ficamos com menos problemas!
Responder
0 # josé manuel garcia 02-09-2017 22:10
Ami nha comentário é ki ês bandidos ta seja prendedo e castigado severamente não só pés sufre na pele ses castigo mas.pa da exemplo pa otos ka comete es tipo de crime. Nten fé mes ta srr presos. Muita coragem pa bô e tudo familia ké de meu tsmbé.
Responder
-1 # Xabote 02-09-2017 21:17
Afinal Ulisses onde está solução?
Ministro Paulo Rocha o que anda fazer? Você que erachefe de informação até meia noite de 19 de março de 2016?
E agora o que fazer? Continuamos com sem djobe pa ladu?
Responder
-1 # Elísio Semedo 02-09-2017 21:06
Não digo nada. Quem acompanha os meus escritos sabem do meu posicionamento. Uma tristeza.
Responder
+1 # SÓCRATES DE SANTIAGO 02-09-2017 19:43
Quase ninguém fala disso, mas é a mais pura realidade: de 2014 a 2017, entraram em Cabo Verde cerca de 2000 deportados, por causa de crimes graves praticados. Desses deportados, 500 são de Portugal, 400 da França, 200 da Espanha, 100 do Reino Unido, 100 da Holanda, 50 de Luxembourg e 650 dos EUA. Muitos deles, sobretudo, os dos EUA, são especialistas em crimes de assalto sofisticado e de sequestro. um dado muito importante a ter em conta é que, dos vários assaltos às pessoas e aos bancos comerciais, em plena luz do dia, destaca-se sempre, entre os bandidos, um deportado, quase sempre, chefe do grupo. A sorte é que ainda não estão a pedir dinheiro pelo sequestro, como fazem lá fora. Com isto, não queremos dizer que são apenas os deportados é que andam a cometer crimes do género. Há também os nossos conhecidos "thugs" e os piratinhas de colarinho preto e de colarinho branco. Cabo Verde já não é mais um país de brandos costumes, de morabeza, como sói dizer por aí. O País desenvolveu-se razoavelmente, da independência a esta parte e, consequentemente, tem havido perda de valores, outrora caros na nossa sociedade, muito devido à influência e cópia desenfreada de modelos estrangeiros cada vez mais estranhos à nossa realidade. Isto é de facto muito preocupante e atendendo ao facto de a SEGURANÇA ser um dos factores e motores do desenvolvimento do País, é mister perguntar alto e bom tom: "GOVERNU UNDI NHU STA?! Será que querem agir só quando todos nós estivermos mortos?!
Responder
+1 # Helena Fontes 02-09-2017 20:13
E esses deportados, ultimamente, são dos EUA com a concordância do Embaixador Carlos Veiga, na Merka, em WDC!
E vieram os piores!
Agó!
Pa poi kuragi????
Muita felicidade...
Responder
+2 # Cabas 02-09-2017 19:37
Governo tem que pedir apoio à países que lidam com bandidos mais perigosos do que os nossos mufininos, bebedores de grogue para em três dias, junto com a PN, fazer limpeza desses lacraios. Já es que eles não sabem o que fazer.CERCO NAS CADEIAS, PROIBIÇÃO DE ENTRADA DE COMIDA, VISITAS REGULAMENTADAS E TRABALHOS FORÇADOS, PORTE DE UNIFORME, NENHUM BASOFARIA... Grrrrtr
Responder
+2 # Helena Fontes 02-09-2017 19:08
Upssssssss!
Depois do Sr Padre do Seminário São José, é a vez dos gerentes bancários!
Pimbaaaaaa!
A seguir quem é a próxima vítima de sequestro e roubo?
Bom eu cá não espero que seja e/ou o Primeiro-Ministro, José Ulisses Correia e Silva, o Ministro da Administração Interna Paulo Rocha, a Ministra da Justiça Janine Lélis e o Carlos Alberto Wahnon Veiga ora embaixador na Merka que anda a negociar a instalação de uma base militar merkana em Cabo Verde, e sem djobi pa ladu!
:P
:D
Já agora podiam não fazer o mesmo ao tal Embaixador da UE em Cabo Verde... O tipo que ganhou um terreno de 960m2 na zona nobre da Praia, Prainha, da kambra Munisipal da Praia...!
Pois!
Digo nada só " oleo " e dando risada!
Arre!
E é muita felicidade junta ultimamente, pós 20.03.2016...
Sabe pa fronta!
Cada notícia um "orgasmo" de felicidade ulissiana!
:D
:P
Pimbaaaaaa!
E assim se desconstrói um país com paludismo, kassubody, sequestro, sem segurança e ordem pública internas, e o cidadão comum ao Deus dará!
Pimbaaaaaa!
Pois...
E viva o turismo..... do Tutinha, do Victor Fidalgo e outros quejandos...
.l.
P.S: E no no entrementes a administração executiva da Caixa Económica de Cabo Verde anda por aí a fazer protocolos político-partidários com o Ministro Criativo e o das Finanças e Administração Pública, ao invés de salvaguardar a integridade física de seus colaboradores da rede comercial e acima de tudo as poupanças de seus clientes!
Tse tse tse!
Triste gó oh Dr Moreira?
Virou político agora como PCE da CECV!????
Que tristeza!
:P
Cadé o BCV?
No aguardo.
Jose Maria Pereira Neves Maria Cristina Fontes Lima Marisa Morais
Julieta Tavares Marco Rocha Nazaré Barros Daniel Medina Margarida Fontes Albertino Martins José Eduardo Fonseca Soares Anatólio Lima Lima será que a RTC - Rádio Televisão de Cabo Verde vai passar esta notícia com ordem do Criativo nos serviços noticiosos ou na Casa do Líder 2?
:D
No aguardo expectante!
:P
C/c Eva Ortet Nuias Silva Rui Semedo Graça Sanches José Sanches Zé Sanches Moisés Borges
Responder
+1 # Pinto Teixeira 02-09-2017 17:09
Cabo Verde com MPD virou mais e mais desgraça...

Nas campanhas a inseguransa foi tema que rendeu votos e votos.
Nova era, novos bandidos... sem solução.
Alvos:
-vBancos
- Hoteis
- Casa Cambios
- Aldeias SOS (S.Domingos)
- Correios
- Minimercados
- Padres
- Turistas

Sem falar nos assassinatos e caços bodis a pessoas de bem .
Enfim e tambe mudansa.
K nada nen ninguem sta a salvo nem dentro da sua casa.
Responder
+2 # Olavo 02-09-2017 17:03
ULISSES prometeu solução sobre violência e criminalidade. Porca torceu o rabo... aumentaram e sofisticaram... onde está a solução?
Responder
+1 # Pedro Pereira 02-09-2017 16:53
Mas ninguem ainda reparou que os bandidos ja estao bem organizados em força em Cabo Verde?
Policia Nacional, por favor? querem meter divisas nos ombros, querem carros de luxo com ar condicionado, querem andar com cara mau para que possamos sentir medo, ate nossos propios amigos, enfim se é assim que estamos kabu sta mau, mau esta ha muito, masa piorar dia a dia sim
Responder
0 # Txiku te 02-09-2017 16:48
Cabo Verde com a seguranca maxima. Viva MPD, visviva Ulisses solucao.
Responder
+1 # djambó 04-09-2017 09:02
lamento o ocorrido, de facto é muito grave.

Agora não estou de acordo quando foca estes casos como possíveis responsáveis os deportados.

Vou desviar um pouco para tentar explicar melhor.

Somos um povo habituado a deitar culpa aos outros e a nossa formatação está desta forma, Considero muito grave.

Senão vejamos

A história de cabo Verde diz que fomos libertados em 1975 pelo partido PAIGC. (partido africano da independência de Guiné e Cabo Verde.

Fomos Governos por este partido e único até 1980, e não podia ser outro.

Ora decorrente da rotura política entre a Guiné Bissau e Cabo Verde em 1980, criou-se um novo partido político também único "o PAICV" (Partido Africano da Independência de Cabo Verde). alega ele também ser o partido que libertou Cabo Verde.

A historia nos ensina que cabo Verde foi libertado através da luta armada feita na Guiné Bissau para libertação destes dois Países. "Guiné Bissau e Cabo Verde".

Se é assim já de ante-mão, somos amaldiçoados. É como um filho que nega ser filho dos seus pais, de qualquer maneira o povo aceitou e ninguém até hoje questionou.

Pois fomos ainda bem governados por este partido até 1990. criou-se um movimento "MPD" (Movimento para Democracia), que através de eleições pluri-partidários, nas urnas ganhou as eleições e governou bem de 1991 até 1995. Este mesmo movimento ainda através de eleições ganhou as de de 1995, e governou deficiente até 2000.

O PAICV ganhou as eleições de 2001 a 2016 e governou em toda a sua extensão mal, independente de investimentos que fez.

Fiz estas considerações somente para dizer o seguinte:

Estes dois partidos manteve o povo ignorante durante todos estes anos precisamente para tirar proveito próprio e individual e pessoal deles.

Enquanto a Sociedade Civil não saber o que é a democracia, e fazer com que o mesmo funciona, ela vai deteriorar ainda mais.

A sociedade tem que saber que em uma democracia o coloca no poder e tira do poder independentemente do tempo.

Compara a governação democrática dos brancos em comparação com as dos pretos.

Existem quase sempre eleições antecipadas.

Isto quer dizer que ao votar em um determinado partido não significa que mesmo governar mal fica lá 4 anos:

Por exemplo vivemos de 2001 a 2016 em governado por um partido político, PAICV, que o primeiro ministro e líder do partido dele estava sempre em paródia nos bairros considerados perigosos, ninguém disse nada, para parecer ser democrática.

Há determinados cargos que ao ocuparmos temos que ter uma atitude a altura.

Este tipo de comportamento não serve para nada mais senão para contribuir para o relachamento da sociedade civil.


A sociedade caboverdiana, seja ela política ou civil está baralhada.

De 2016 ganhou as eleições o MPD, que continuou ainda para ser democrática. Como é possível.

Veja as críticas que este mesmo movimento fez no passado recente. Má gestão da TACV, Fundo de Ambiente, casa para todos? e muitos e muitos outros.

Os concursos públicos não funcionam, as leis da república não funcionam, a responsabilização política não funcionam, embora está plasmada na constituição da república, a responsabilização de cargos administrativos públicos não funcionam.

E funcionamos como um país de BANANA.

Este governo ao tomar posse mandou fazer auditoria em todos os serviços públicos e empresas publicas, e embora disse que encontrou descalabro nas administração anterior não tomou nenhuma medida para responsabilizar os responsáveis.

Dá a sensação que fez isto para dar alguém de ganhar, ou melhor para enganar o povo ou ainda para deixar na época de campanha para vir dizer outra vez em tipo de acontecimento novo, tentando ganhar eleições. Disse o Presidente dos Estados Unidos, isto é triste.

Mostra aqui que existe uma certa falta de responsabilidade neste e no anterior governo, ou melhor "sentido de estado".

Se não vejamos, este governo facilmente aceita fazer negócios artificiais. Não urgente, não muitas vezes necessárias, ou se é necessária aceita faze-lo por valor muito elevado. valor adulterado.

Não está sendo um governo inteligente, está sendo igual ao outro anterior, espero que não está a encomendar serviços a fundação José Maria Neves.

Tudo isto para dizer o seguinte:

casa dos pais escola dos filhos.

A sociedade civil tem apercebido há muito tempo que estamos a ser governados por pessoas menos sérias.

Veja em plena assembleia nacional de cabo verde na última discussão para discussão do estado da nação, ouvimos o nosso primeiro ministro a ser chamado que tem casa com teto de vidro e que tem rabu paja.

É este tipo de sensação que não podemos deixar a sociedade perceber. Se por exemplo ele não sente ofendido há outros que sentem.

Os nossos governantes tem que perceber ou melhor aprender que estão simplesmente a governar coisa de todos. Estão a representar os outros. Sr. primeiro ministro eu peço-lhe encarecidamente, governa com sapêçia. Disse" não parece ser somente séria, somente isto não chega, parece ser séria em frente dos outros. Mostra-nos isto, eu sei que o Senhor é sério.

Não estou de acordo vir aqui insinuar que este crime foi praticado por deportados.

Senão estamos a criar condições para ajudar e legitimar aqueles que estão a praticar estes tipos de crimes e fazer com fiquem impunes.

Deixemos as autoridades trabalharem. Não tiremos conclusão precipitada.

Ouvi dizer que cabo verde é pequeno podemos sempre dar a volta a situação, não estou de todo de acordo.

Em termos comparativos.

Se temos um condotor imprudente a conduzir uma viatura de logo curso ou de transporte de passageiro, se este condutor por hábito gosta de conduzir sempre em alta velocidade, em caso de descarrilamento ou acidente, pode não conseguir livrar de matar muita gente por não ter a possibilidade de dar a volta.

Seja prudente Sr. Primeiro Ministro e extensível a todos ou outros ministros. Não confia em demasiado.


Disse
Responder