Pub

Felix Cardoso

O candidato independente à Câmara Municipal de Santa Catarina, João Félix Cardoso, disse esta sexta feira, 24, à Inforpress que o município precisa de uma “nova liderança, forte e com um novo modelo de gestão”, para responder aos anseios dos munícipes.

A câmara, afirmou, precisa de um presidente capaz de traçar “novas políticas públicas assertivas”, em ordem a “potenciar e transformar” Santa Catarina e recentralizar o papel que sempre teve no contexto de Santiago Norte.

Em entrevista à Inforpress, o homem que se desvinculou do Ministério Público, para se dedicar ao município que o viu nascer, revelou que a sua candidatura está a responder a um “apelo forte” da sociedade civil santacatarinense, que já conta, até ao momento, com 3527 assinaturas.

“As pessoas assinaram e convidaram-me para ser candidato à Câmara Municipal de Santa Catarina”, precisou Félix Cardoso, realçando que a sua candidatura é “plural e congrega várias sensibilidades e todas as forças da sociedade civil, jovens, quadros, intelectuais e a diáspora”.

Segundo ele, a sua candidatura vai “redefinir” as funções do centro da cidade da Assomada, assim como vai dar uma “nova dinâmica e configuração” dos bairros da cintura urbana, como Nhagar, Bolanha, Achada Riba, Achada Galego, Cumbém Covão Ribeiro, Achada Gomes e Pedra Barro”.

“Todos os bairros precisam de ter uma nova energia e configuração para poderem desenvolver-se de uma forma harmoniosa”, lançou o candidato independente.

Defende uma candidatura “vencedora” para um município que precisa de assumir compromissos, assim como agendas e auditorias de uma “forma descomplexada”.

“É uma candidatura em que todos terão vez e voz, porque precisamos de dar voz a todas as aldeias e povoados [do município] ”, prometeu João Félix Cardoso, que pretende ser um presidente que dialoga com as pessoas, escuta os seus anseios e necessidades e consegue arranjar projectos e soluções para os mesmos.

“Neste momento, deparamos com uma câmara de costas voltadas para a população e, portanto, uma liderança fraca que não irá servir para dar nenhum impulso positivo, enérgico e urgente que precisamos”, realçou, acrescentando que a economia local necessita também de ser dinamizada na óptica de uma outra perspectiva para as empresas.

Para a fonte da Inforpress, Santa Catarina precisa “relançar o seu turismo”, o que requer o equacionamento de estratégias e modelos novos e actuais que irão “transformar e potencializar” o desenvolvimento do município.

“A cidade da Assomada e o município, em si, precisam de mais capacidade de gestão, mais visão e mais ambição”, assegurou o candidato que, por razões profissionais, vive actualmente na ilha do Sal, mas prevê, na próxima semana, estar na sua terra natal para começar a trabalhar juntamente com a sua equipa de candidatura.

É defensor de uma Santa Catarina que tem que se preparar e organizar-se para uma dinâmica para equilibrar Santiago Norte.

“A cidade da Assomada tem de ser uma alternativa à Cidade da Praia. As pessoas devem sentir-se confortáveis quando estão em Assomada para não sentirem a necessidade de irem procurar algo na capital”, advogou Félix Cardoso, mas, para tal, é preciso que sejam criadas as condições.

Instado sobre as razões que o levam a candidatar-se à edilidade de Santa Catarina, afiançou que “os partidos estão esgotados e, nos últimos 20 anos, não conseguiram libertar-se do jogo político partidário”.

“Neste momento, precisamos de uma candidatura independente e que se identifica com os interesses do município”, comentou, adiantando que o “interesse supremo” deve deixar de ser dos partidos para ser do município.

Apela aos quadros oriundos de Santa Catarina, aos emigrantes, agricultores, aos homens do mar e jovens, em geral, a aderirem à candidatura da cidadania, porque, admitiu, chegou o momento de todos se unirem à volta do município, enquanto “valor superior”.

Perguntado sobre quem vai ser o candidato a presidente da Assembleia Municipal, não avançou porque entende que ainda é cedo para divulgar os nomes e as listas.

Prometeu, entretanto, dentro de 15 a 20 dias, começar a divulgar e socializar o programa de governação da sua equipa.

Até recentemente, João Félix era magistrado do Ministério Público, na ilha da Sal, mas pediu a sua desvinculação destas funções para estar “disponível e sem condicionamento” para servir da melhor forma o seu município.

Confidenciou à Inforpress que tentou uma licença de longa duração por causa, também, de compromissos académicos, mas o pedido, “por interesse do serviço”, foi indeferido.

Quanto aos recursos para a campanha, informou que conta com o apoio de empresários, amigos de Santa Catarina que já manifestaram a disponibilidade para apoiar a sua candidatura.

João Félix Cardoso é um conhecedor da Câmara Municipal de Santa Catarina, pois durante oito anos foi assessor jurídico, ao tempo em que Francisco Tavares era presidente.

Com 15 anos de magistratura do Ministério. Público, divididos entre as comarcas da Brava, Tarrafal de Santiago e Sal, João Félix Cardoso é licenciado em Direito e pós-graduado em Direito do Trabalho, pela Universidade de Coimbra (Portugal).

Neste momento, é doutorando em Ciências Jurídico-Criminais pela Universidade de Coimbra e consultor internacional junto do Grupo Intergovermental de Acção contra o Branqueamento de Dinheiro em África Ocidental (GIABA).

Até ao momento, a Câmara de Santa Catarina conta com mais três candidatos às eleições autárquicas de Outubro, a saber: José [Beto] Alves concorre pelo Movimento para a Democracia (MpD-poder) à sua própria sucessão, Armindo Freitas pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) e Neida Rompão pela União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID-oposição).

Com Inforpress

Comentários  

0 # JC 28-07-2020 12:46
O Dr. Félix Cardoso, em 2012 e 2016, manifestou a intenção de candidatar à Presidência da Câmara Municipal de Santa Catarina. Por algumas razões nunca teve aceitação do MPD e resolveu não adiar mais este sonho. É candidato confirmado segundo anunciou num dos órgãos de comunicação social à presidência da Câmara que se vai realizar provavelmente em Outubro. Não é de acreditar que o Félix Cardoso vai deixar o cargo de Procurador da República, para aventurar numa eleição popular sem averiguar a base de apoio e a possibilidade de sair vito.rioso. Seguramente já contou bem as espingardas.
Tendo em conta que o Dr.Félix terá forçosamente de formar o staff de campanha e a equipa para vereação e assembleia com pessoas afetas ao MPD a grande luta política vai ser com este partido.
O MPD/Santa Catarina está de costas voltadas com o Beto Alves.Este desde que assumiu o cargo de Presidente da Câmara achou que virou "GENTE GRANDE" pregou ingratidão ao seu antecessor , que o abriu caminho para chegar aonde chegou e ignorou de uma forma ofensiva o batalhão de campanha que o colocou no poder em 2016.
Durante os quase quatro anos de mandato, o Beto Alves fechou se em copa com o seu grupinho "assessorezinhos,vereadorezinhos, de[censurado]dozinhos" usando como Ponta de lance e guia político, o maior carrasco e lambedor de botas ,o de[censurado]do SILVINO ROBALO.
Uma parte significativa deste batalhão, muito experiente na arte de fazer campanha já se encontra à disposição da candidatura independente do Dr. Félix Cardoso, para destronar o Beto Alves e derrotar o PAICV.
Responder
0 # Santos 27-07-2020 19:26
MPD sta cego cima PAICV na 2016 , Poder dja tomas cabeça mas cidadãos ativos aind ta bem toma conta des país. Povo sta bem mostra MPD ma ka debi agi so apenas na cúpula. Voz di Povo é mas forte.
VIVA FELIX , VIVA FREITAS 2 pesos pesados.
Responder
0 # JpB 27-07-2020 14:37
Se é verdade que o Félix Cardoso já dispõe de provavelmente de 3527 apoiantes, o MPD está em maus lençóis porque estes votos sairão dos amigos , simpatizantes e militantes do MPD. O Feliz Cardoso, mostrou disponível para a candidatura ao cargo de Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina em 2012, 2016, na mira de ter apoio do MPD,de modo que a sua candidatura vai provocar um grande rombo a este partido.
Responder
0 # António A 27-07-2020 11:14
Quando o MPD funciona de cima pra BAixo é assim . Os candidatos fogem para independente ou até para a oposição. É o caso de Felix Cardoso.
A victoria do PAICV está a vista ou mesmo do independente Felix Cardoso.
Feliz será o próximo Presidente da CMSC
Responder
0 # Tony povinho 27-07-2020 08:56
O não deixar as pessoas escolherem por sondagem está a dar no que está dando.
Felix vai ganhar Santa Catarina de Santiago. Assim como Tarrafal de Santiago Emilio Vai ter resultados positivos porque o MAika vai ganhar para o PAICV.
A cúpula da Praia não pode indicar candidato. base que conhece . Por exemplo no Tarrafal de Santiago ainda a aposta vai para José Soares De[censurado]do Nacional.
Responder
+2 # Daniel Carvalho 26-07-2020 20:22
Caro Pedro;
Faz um bocado de tempo que mantenho contacto esporádico com Santa Catarina,pelo que não conheço a base de apoio do Dr. Félix.Mas se as 3527 assinaturas ditas já recolhidas forem fiáveis, é um bom prenuncio. E a minha experiência diz-me que se 10% desses assinantes forem pessoas bem identificadas, esclarecidas e verdadeiramente engajadas na causa que a candidatura propuser defender, a probabilidade de sucesso é grande.Digo assim por alto, porque efectivamente não conheço a base de apoio do Dr. Félix e muito menos as linhas orientadoras da sua plataforma eleitoral.
Entretanto conheço o Dr. Feliz,sei que é um Homem experiente, conhecedor do seu conselho,pelo que espero ele não ter se metido em labirinto nenhum. Sobre a sua relação com os partidos políticos desconheço quase que por completo, mas sei que em 2016 ele havia se disponibilizado para ser candidato do MPD.
Responder
+2 # João Varela 26-07-2020 17:11
O Dr. Félix Cardoso é uma pessoa ambiciosa, astuta e destemida.Se conseguir fazer uma equipa com pessoas credíveis e experientes na jogada politica a vitória pode estar ao seu alcance. A entrada do Félix seguramente desequlibrará o jogo entre o MPD e o PAICV e a favor deste. Os votantes do Félix vão sair seguramente da área do MPD e se como disse conta com três mil e tal assinatura de apoiantes, quem neste momento pode legitimamente sonhar com a vitória é o PAICV.
O MPD Já não é o que era em 2016.O slogan JUNTOS SOMOS MAIS FORTES está fora de prazo e uma boa parte do MPD local está em desencontro com o Beto Alves e a sua entourage.
O Beto Alves foi deselegante com o Presidente que o antecedeu que inclusive usou os recursos municipais para financiar a sua campanha, esqueceu completamente da legião que batalhou por ele nas campanhas de 2016.
O Beto Alves não tem garra política, tem uma equipa de vereadores e de[censurado]dos que de per si não rende votos. De qualquer manera ki ta konta é na urna!
Responder
-2 # Pedro 26-07-2020 13:39
Caro Sr. Daniel Carvalho,
Pelas suas analises e comentarios pensava que o senhor era bem informado.
Apoiar Felix? O senhor sabe quem o Felix? Paxenxa tambe.
O CV do Felix esta bem colorido e arrumadinho. Tem a nocao porque que o Felix nao tem suporte de nenhum partido.
Bem vindo ao labirinto.
Responder
-1 # Maria Lotes 25-07-2020 14:20
Agora que a porca torceu o rabo. Se o Felix ganhar a Camara de Santa Catarina ele o sobrinho Nelson Furtado vão apoderar-se dos terrenos municipais como fizeram na praia em são martinho. Abocanharam uma grande extensão de terreno ilegalmente na localidade aproveitando da inoperancia da camara da praia em agir contra os ditos senhores desta terra. Paxenxa na mundo
Responder
-1 # Daniel Carvalho 25-07-2020 14:16
Para Horácio Varela:
Na verdade, "É preciso entender o que significa vencer ou perder e o que significa ter poder ou exercer o poder." mas essa perspectiva é analisada na hora do balanço.Quando se entra voluntariamente numa competição sénior de grande responsabilidade, a meta deve ser uma só, ganhar ou vencer, como queira, neste caso, no sentido de ser o mais votado, de entre os concorrentes.
É sabido que o mais votado será UM, mas isso é a se ver a final.O discurso de quem quiser ganhar, tem que ser discurso de vitória,e é o que recomendo a todos os concorrentes, para todos os Municípios.
Até porque, há uma boa franja do eleitorado que vota no candidato que lhe parecer vencedor, sem pensar sequer na qualidade do projecto eleitoral, muito menos na correlação do poder.
Responder
+1 # Daniel Carvalho 25-07-2020 13:07
Muita concentração, muita força aliada a uma estratégia delineada por quem conhece bem os meandros da vida politica Santa Catarinense,e as verdadeiras aspirações actuais de todos os segmentos da sociedade,nomeadamente estudantes; empresários; desempregados; emigrantes; homens da cultura e do desporto,pescadores e comerciantes informais; agricultores; condutores e trabalhadores no geral,pode trazer os resultados desejados. Um projecto que como está na moda dizer, não deixa ninguém de fora,mobilizador da auto-estima e que enaltece o papel e a aspiração de Santiago Norte, a maior região politica do país, no processo de desenvolvimento da Ilha de Santiago e de Cabo Verde, tem como ser bem sucedido.
Muita força, Dr. Félix, espero que consiga fazer uma boa equipa de trabalho, e que tenham sucessos.
Responder
+1 # Horácio Varela 25-07-2020 11:01
A candidatura do Dr. Félix Cardoso chega num momento crucial para o Concelho de Santa Catarina e seus habitantes e, seguramente, vai induzir um importante e interessante debate acerca dos mandatos dos últimos 20 anos (PAICV 8 anos e dois mandatos – José Maria Neves e João Baptista Freire, de 2000 a 2008; MpD 12 anos e três mandatos – Francisco Tavares e Beto Alves, de 2008 a 2020) e, sobretudo, aferir qual é a posição que o Concelho de Santa Catarina ocupa no contexto Nacional e que papel tem desempenhado no desenvolvimento da Região Santiago Norte e, à laia de conclusão, questionar quais as actividades económicas produtivas foram fomentadas de forma a alavancar o desenvolvimento e a sustentabilidade do Município.
Não acredito na tese de que, em Santa Catarina, é quase impossível uma candidatura independente vincar-se ou ganhar umas eleições autárquicas, sendo necessário um orçamento importante, estruturas em todas as localidades e muito tempo de preparação. Do meu ponto de vista, hoje, nas localidades mais importantes de Santa Catarina (Assomada e arredores, Engenhos e Chão de Tanque, Achada Lém, Ribeira da Barca e Rincão, entre outras), os eleitores já sabem em quem não votar. Em casa, o eleitor recebe todas as mensagens, com a vantagem de não estar sujeito à pressão dos cabos de campanha.
Acredito que uma mensagem diferente da do MpD ou do PAICV terá muito eco em Santa Catarina.
Hoje a população de Santa Catarina, face aos falhanços dos vários projectos de desenvolvimento agropecuário (PRODESA, PIDRES, Reordenamento da bacia dos Engenhos, etc.) pergunta: que futuro? AGRICULTURA (a não ser se for de sequeiro, com toda a sua contingência; regadio, cadê água? Água dessalinizada, a que custo, que produto e para que mercado…? ainda ninguém respondeu esta questão) PESCAS (o litoral de Santa Catarina não tem plataforma e onde havia, com a extração da areia verificada nos últimos 40 anos, desapareceu) SERVIÇOS (quais?) … ou CONTINUAR A VIVER À CUSTA DE REMESSAS DE EMIGRANTES COM TODAS AS CONSEQUÊNCIAS SOCIAIS E ECONÓMICAS, DERIVADAS DA ESTA DEPENDÊNCIA.
Para Félix Cardoso, o que poderá significar vencer ou não as eleições, ser ou não ser eleito Presidente? Do meu ponto vista, o Grupo independente elegendo sequer um único membro para Assembleia Municipal ( nota: já recolheu 3527 assinaturas) fica imediatamente em condições de determinar o rumo e o curso de vários processos e obrigar que se inicie a negociar a governação do Município de Santa Catarina desde o primeiro momento, começando pela indigitação e eleição do Presidente da Assembleia Municipal, aprovação do Orçamento, profissionalização dos vereadores etc. Ou então, os dois Partidos, MpD e o PAICV vão ter que governar conjuntamente o Município de Santa Catarina… É preciso entender o que significa vencer ou perder e o que significar ter poder ou exercer o poder.
Com a candidatura de Félix Cardoso, em Santa Catarina, nada será como antes!
Responder
0 # Benvindo 25-07-2020 10:07
Apoiado. Um homem comprometido e sensivel com o seu povo. Um bom candidato e um futuro JMN esta a nascer de novo em Assomada e para Cabo Verde. Boa caminhada. Avante
Responder
-1 # Apoiado 25-07-2020 08:02
O Beto que se cuide. O gajo é medíocre e anda a dar cabo de Assomada, gastando rios de dinheiro. O que ele fez com a zona central de Assomada é um crime, um crime contra o Património Histórico. É estranho que o Ministro da Cultura, que até é de Assomada, não questionou a barbaridade do Beto em relação à Praça e à Rua Principal e Histórica de Assomada. Assomada ficou completamente descaracterizada, ficando como um curral. Isto é crime! Pedonalização faz-se sim, em toda parte do mundo, está na moda, mas não é como o Beto fez, colocando pavê, por todos os lados, sem estética, sem drenagem de água das chuvas, fechando completamente todas as ruas perpendiculares, criando um grande problema aos comerciantes. Isso é destruição.
Responder
+1 # Amigo do MPD 24-07-2020 22:39
Eu sou do MPD, mas desta vez apoio uma nova visão para Santa Catarina, não posso deixar de prestar meu contributo a um grande intelectual, era necessário apostar numa candidatura que faça os fracos ficarem onde deviam estar. Uma câmara liderada por um presidente sem visão, sem brilho, e que aposta num vereador de juventude e desporto sem licenciatura, e pior dos piores, num gabinete de comunicação e imagem liderado por um Pinho podre, arrogante, e lembedor. Desta e mais o meu voto vai para FC. Estamos juntos.
Responder
0 # Manuel Lopes 24-07-2020 20:48
Boa noite. Força
Responder
0 # Um amigo 24-07-2020 20:42
Força, Dr. Félix!
Face aos candidatos até agora anunciados, é sem margem de dúvida o que tem melhores condições de vencer.
Beto Alves foi escolhido por uma cúpula do MPD na Praia e que não tem a mínima noção do que realmente estå a passar no município.
Responder
0 # Lurdes Barnabé 24-07-2020 18:37
Política é que está a dar. Ninguém pretende fazer outra coisa. Não se consegue saber o que alguns sujeito querem, verdadeiramente. Entra, sais, vai, Volta, está não. Ah paxenxa! Ganância mata.
Responder
0 # Apoiado 24-07-2020 16:24
Eu sou MpD, de corpo de alma, mas apoio o Félix. Estamos fartos das mediocridades do Beto Alves. Santa Catarina precisa de um presidente mais competente e que nos orgulha mais, depois do desastre do Francisco Tavares.
Força Félix.
Responder