Pub

papa

O Papa Francisco recomendou aos pais o recurso à psiquiatria assim que estes se apercebam de tendências homossexuais dos filhos durante a infância.

"Quando [a homossexualidade] se manifesta na infância, a psiquiatria pode desempenhar um papel importante para ajudar a perceber como as coisas são. Mas é outra coisa quando ocorre depois dos vinte anos", respondeu o Papa a um jornalista, a bordo do avião que o transportava da Irlanda para Roma.

Questionado sobre o que diria aos pais com filhos homossexuais, o representante máximo da Igreja Católica afirmou que lhes pediria "que rezem, que dialoguem e que entendam, mas que não condenem".

Por fim, defendeu que o "silêncio nunca será uma cura" porque, sublinhou, "ignorar um filho ou uma filha com tendências homossexuais revela falta de paternidade ou maternidade", disse.

Fonte: JN

Comentários  

0 # Adriano S Cabral 10-09-2018 13:44
Uma questao que ainda o dogma religioso nao consegue ultrapassar, apesar da clarividencia das ciencias biologicas humanas. O papa tem batata quente nas maos a frente desta pergunta e fez o que pode. O papa esta em contradicao consigo mesmo quando solicita o psiquiatra para o caso e nao a mudanca de mentalidade dos crentes.
O papa Francisco e em si uma pessoa boa. Porem, recomendar um psiquiatra para uma crianca com tendencia homsexual, pode ser uma boa alternativa, mas nao pela razao de que a crianca teria problemas, mas pela razao de que esta sociedade religiosa, a catolica, nao sabera lidar ou aceitar esta crianca, e por conseguinte o problema psicologico, o suicidio, a marginalizacao social, sera evidente, dai as possiveis perturbacoes psicologicas e a necessidade de um psiquiatra/psicologo para ajudar esta crianca a lidar consigo mesmo uma vez que, e claro, esta nao vai entender o seu corpo e as suas necessidades, como aos seus pais.

A ajuda Psiquiatrica para mudar a "ma tendencia" na crianca ja foi utilizada e teve os seus fracassos. Ja e passado o tempo desta attitude. Adriano Cabral, Psicologo EUA
Responder
0 # Arena critica 05-09-2018 19:46
O papa não é especialista na matéria, o que significa que a sua opinião sobre homossexualidade não é vinculativa. Além disso, a ciência já mostrou há já algum tempo que a homossexualidade não é uma doença. É algo natural.
Responder
0 # Daniel Carvalho 27-08-2018 10:29
Parece-me que o Papa está certo. Eu sempre entendi que a homossexualidade é algo contranatural. Enquanto estudante do liceu, aprendi que segundo a lei da natureza corpos do mesmo sinal repelem-se enquanto que os de sinais contrários atraem-se.
Como o homem não vive isolado ao mundo da física, parece-me que esta regra também se aplica às relações sociais.
As ciências médicas, onde se enquadra a psiquiatria, desenvolvem-se precisamente para ajudarem a corrigir situações anómalas com que o homem inevitavelmente enfrenta.
Responder