Pub
Por: Amândio Barbosa Vicente

A gestão municipal da Praia é um terror autêntico contra os pobres, uma afronta, pânico, violência institucional contra as pessoas necessitadas desta cidade, aqueles que ganham o seu sustento honestamente, suor do seu trabalho, “confortado cu poco”, é a vida das pessoas em Cabo Verde.

Mãe de oito filhos, labuta diariamente como vendedeira ambulante, sofre com os Guardas Municipais que a perseguem como se ela fosse uma assaltante; mesmo assim enfrentando vários constrangimentos inerentes à venda ambulante, consegue tirar o sustento da sua família e ainda pode fazer uma poupança diária via “totocaixa”, para comprar um terreno por 40 mil escudos e construir uma barraca, a sua habitação própria. Antes de aventurar neste negócio, tinha sido uma via-sacra as várias tentativas frustradas junto da Camara Municipal da Praia no sentido de obter um lote de terreno para construir a sua casa!

Uma barraca, é o que pode fazer, não tem dinheiro para construir uma mansão como a que o Sr. Presidente da Camara Municipal da Praia, Óscar Santos, pode fazer, mas é a sua casa, que à semelhança de muitas casas nesta terra não tem casa de banho e nem cozinha (provavelmente nos tempos idos, a casa de Óscar Santos em Lem Ferreira não disponha nem de cozinha e nem casa de banho); uma casa feita de pau e de chapas de zinco, construída com o dinheiro ganho honestamente, pois não vendeu terreno alheio, não transformou a PRAÇA DO PALMAREJO num centro comercial, nem “vendeu” a orla marítima da Praia aos correligionários do partido e nem fez pacto leonino com os empresários amigos na venda dos terrenos do Estado, a sua barraca, a sua casa, foi construída com o dinheiro limpo!

Foto Mulher Alto da Gloria

No entanto, em nome de uma suposta planificação urbana (construção de um campo de futebol, espaços verdes e de uma estrada que liga Alto da Glória a Simão Ribeiro) e a mando do Sr. Presidente da Camara Municipal da Praia, Óscar Santos, a sua barraca, a sua casa, é demolida e todos os seus pertences ficam expostos na rua, no abandono!

Que pena, todo seu esforço, poupança de anos de trabalho, foi transformado em monteado de entulho pela força policial enviada pela Camara Municipal da Praia. Vê-se a revolta nos olhos dela, a indignação está exposta na mensagem corporal dos seus filhos sentados nas cadeiras que ficaram expostas na rua juntamente com os outros pertences caseiros!

Quem não ficaria revoltado com esta situação!? Parece-me que até o Sr. Óscar Santos, o Luís XIV da Praia, ficaria indignado com esta situação, apesar de nunca mostrar ter empatia antes de tomar uma decisão. No ano 2018 tinha feito o mesmo com uma família em Achada Mato ou Jamaica, demoliu-lhes a barraca – uma casa – tendo as crianças e os pais dormido no relento da noite ate o amanhecer.

Óscar Santos nunca fez-se colocar no lugar do outro antes de tomar uma decisão, no entanto nas missas solenes aparece na primeira fila da Igreja, como um devoto, um homem cumpridor das regras morais e religiosas, mas para Deus, o homem da primeira fila é escolhido pelas suas obras terrenas.

Claro está que o protocolo metafisico tem regra diferente do protocolo terreno. Arrombar uma barraca construída com suor e sangue de uma pobre mulher, certamente ficará nos registos metafísicos, pois que a própria Camara Municipal da Praia é culpada pelo aparecimento e expansão dos bairros clandestinos, ao não planificar, ao não organizar e coordenar o crescimento geográfico da cidade para uma população urbana que cresce a 2% ao ano, logo uma necessidade de mais ou menos 4000 casas ao ano não supridas pela Camara Municipal da Praia, o que, por sua vez, é a variável determinante desta equação do crescimento dos bairros clandestinos.

A construção de um campo de futebol, espaços verdes e de uma estrada que liga Alto da Glória a Simão Ribeiro é a justificação dada pela Camara Municipal da Praia para a demolição da sua casa, a sua barraca! Esta justificação é maquiavélica e está imbuída de má-fé. Na verdade, a razão fundamental desta demolição tem a ver com interesses económicos e eleitorais, ou seja: (1) a venda de terrenos em termos especulativos pela CMP, venda esta que não está ao alcance de quem, como ela, durante anos consegue poupar 40 mil escudos; (2) doação de lotes em troca de votos nas eleições autárquicas que se avizinham; estes dois motivos suportam a demolição das barracas no Alto da Glória.

Como tem sido pratica, é óbvio que a CMP acusar-me-á de ser defensor das construções clandestinas! Respondo logo: mas CMP deu alternativa ao cidadão de ter um terreno a preço acessível (lembrando que o salário mínimo nacional é de 13.000$00, que um terço da população vive com menos de 200$00 por dia) para a construção de habitação própria? Não, não deu! Na CMP pratica-se a especulação imobiliária e a cidade vem crescendo desordenadamente fruto da falta da planificação urbana e de uma política utilitarista no uso dos terrenos municipais. Os mais de 20 bairros clandestinos da cidade da Praia é prova da inexistência de uma cultura organizativa dos espaços e ninguém é mais culpada do que a CMP no aparecimento das construções clandestinas, pois que não se pode ser clandestino dentro da própria terra, o jus solis impõe que a todos seja facultado um pedaço de terra para a construção de habitação própria!

Enfim, numa cidade onde os planos urbanísticos vão para o caixote de lixo e viram pó de noite para o dia em consequência da corrupção dentro da própria CMP, numa cidade onde as praças públicas são transformadas em centros comerciais em nome de interesses que pecam por falta de transparência, numa cidade onde a mafia dos terrenos públicos é organizada dentro da própria Camara Municipal da Praia e os Alinanas&os40ladrões enriquecem à custa da venda dos terrenos que pertencem a todos, Óscar Santos terá alguma dificuldade em nos convencer de que a demolição da barraca desta senhora tem a ver com a planificação da cidade, uma planificação que prejudica os pobres e favorece os ricos, sendo aqueles a maioria!

Portanto, nas próximas eleições autárquicas, Óscar Santos receberá dos eleitores o seu quinhão pelos meritórios trabalhos prestados contra a maioria pobre da cidade da Praia que ele maltratou!

Comentários  

+1 # Jov 10-05-2020 19:54
os que sairem mesmo mal nesta fita é uma vereadora de assuntos sociais e um outro vereador dos transportes que pelos vistos não tinham q se meter. A Sra. Vereadora tinha tudo para dar certo mas queimou-se. Pior um pouco o outro vereador. Vejam mais uma asneiras destas gentes aproveitam a vulnerabilidade das pessoas para oferecerem cabaz com logotipo ou emblema do Partido. Afinal onde eestá a Educação de que tanto se fala.
Responder
+2 # Aurélio José Xavier 10-05-2020 16:32
Conheço bem, Amândio, foi colega meu, no curso de Administração Postal, realizado no Brasil. Colegas de turma, participamos em regime integral, aulas pelas manhãs e à tarde. Foram dois anos e meio de curso que equivalem a cinco anos - 1993 a junho de 1995 (regime integral). Aluno aplicado, que com certeza tornou-se um ótimo administrador. Concordo com seu posicionamento, até porque, seria mais humano que uma determinada área para ser desocupada teria que haver planejamento, indenizações a quem estava ocupando. Enfim, antes teria que se apresentar alternativas para os moradores. Sou brasileiro e atualmente resido no Estado de Alagoas - Brasil.
Responder
-2 # Daniel Carvalho 10-05-2020 09:59
Bom, eu fui apoiante Dr. Óscar Santos à presidência da Câmara da Praia. Até bem pouco tempo estava convencido ter feito uma boa opção.
Mas face aos últimos acontecimentos e às violentas críticas que lhe são dirigidas,estou a estudar a possibilidade de desalinhar com o Óscar, mas para isso, preciso conhecer imediatamente o projeto dos seus detractores,bem como a equipa que pretende implementar tal projecto.
Considerando o aproximar das eleições, já não é tempo de se limitar a criticar, mas de ensaiar apresentação de alternativas. Se se esperar para o tempo da campanha, corre-se o risco de não se ser lavado a sério.
É que como se diz por aí, Quem sabe faz. Quem não sabe critica ou ensina.
Responder
+3 # aquisefazaquisepaga 10-05-2020 04:48
Não sei se o Amândio vai tirar algum proveito com isso.O populismo é para tentara baralhar a cabeça dos eleitores.Todas as câmaras sempre arrombaram algumas barracas e fecharam os olhos a outras barracas.Os próprios fiscais da CMP e não só sempre tiraram proveitoso este negócio dos terrenos.Há pessoas que vivem do " era tchon i bendi". A única verdade é que nunca, nenhuma câmara do país pensou nos pobres.
Responder
+4 # Sancho Lobo 09-05-2020 19:40
Este rastador de lingua sima katxor de pobre ki é Pr. CMP ta tem mesmo fim de sancho lobo. Deus ka ra dormi. é poi um coitado na relento enquanto casa na Txada Limpo sta guardadu pa campanha pa compra voto. nta spera CNE ta tem coragi pa stopeas.
Barraca kes ta romba e cesta kes ta da é escodjedu na dedo..pessoas ki ta bisti de amarelo e azul.ka passa mal e emigrantis ki ten estado ta djudas.
Agora, es ta bem compra txeu voto na eleison ki sta ben ku conivencia de senhorita de CNE e ses juristas comparsas.
Mas pobre e coitados ta rabenta kos em breve antes de es morri segunda vez.
Força Amandio. Deus na nhos companha
Responder
+5 # Toti Nhafina 09-05-2020 18:49
O insensível Óscar Santos mandou demolir a barraca de uma pobre mãe com 4 menores ao cuidado, enquanto ele e os demais vivem em mansões próprias, com empregadas pagas por nós, com luz, água, telefone e Internet tudo à borla e ainda recebem 70 contos todos os meses.
Forte doedo tambe!
Responder
+4 # Eugenio Lima 09-05-2020 18:08
QUEM NÃO CONHECE MARTINHO DE LEM FEREIRA

Amândio meu amigo,

Tivesse estudado bem a matéria saberia de quem é filho o sr. Óscar Santos presidente da camara da Praia.

Quem na Praia não conhece o SR. MARTINHO DE LEM FEREIRA, pai do nosso famoso presidente da camara da Praia, Sr. Óscar Santos.

Era criança na época, mas conheci o homem e a sua historia.

Tudo que o filho faz hoje aprendeu em casa com o pai.

Era o maior terror dos pobres. Mandava demolir as suas casas feitas com grandes sacrifícios sem dor nem piedade.

Escondia-se na capa de um homem religioso, mas na verdade, era um grande filho da *****.
Responder
0 # Terra-terra 09-05-2020 18:00
EXCELENTE!
Responder
+2 # Dulce 09-05-2020 16:42
Mesmo n’es épidémia gente então paxenxa. Câmara de praia nos ca ten coração pa nos. Povo pobre ki está sofri ki nos ☹️
Responder
0 # Augusto Borges 09-05-2020 13:59
Excelente artigo
Responder
+3 # Joana Inês Sá 09-05-2020 12:34
Creio que ninguém concorda com bairros de lata, remendos de habitação clandestina. Estamos todos de acordo. Municípes a viver mal. Focos de doenças e de falta de higiene.
A questão que se coloca é que depois de tantos lotes vendidos!, nada se tenha investido na edificação de um Bairro com casas sociais
por parte da Câmara Municipal! Porquê? Tanta falta de sensibilidade social?
Responder
+2 # Gonçqlo Amarante 09-05-2020 11:54
Sinceramente! Li com muita atenção, apreciei a heroína, num tom muito fácil de perceber e, tudo ficou consumado. O PP tem estado a fazer um brilhante trabalho e ressalta a olhos nu o quanto seu Presidente se preocupa com a vivência dos moradores desta Cidade. Vamos aprendendo dia a dia para não falarmos demais, antes do tempo. Mas, voltaremos a escrever e falar desta nossa Praia, de candidatos a Presidente, mas precisamente ao contrario do antes... Parabens Senhor Presidente do PP! Terá a sua recompensa! Abraço
Responder
+2 # David Amândio 09-05-2020 11:15
Nha Mai consigui casa para todos é ta paga 17 konto di Renda mas é ta ganha perto di 20 konto inda ku mas 2 fidjo pé cria. Mas Sá na bíblia... Então disse Jesus aos seus discípulos: “Com toda a certeza vos afirmo que dificilmente um rico entrará no Reino dos céus.
Obs:foi só um opinião
Responder
+1 # SÓCRATES DE SANTIAGO 09-05-2020 10:31
Gostei do artigo. Mais uma vez, metendo o dedo na ferida, na miséria humana que grassa a nossa querida cidade capital, a ganância do poder e as grandes desigualdades sociais, a injustiça e a discriminação que nela imperam. Cumprimentos a ti e a toda malta do PP.
Responder
-4 # Ser caboverdiano 09-05-2020 18:46
Cabo verdiano adora vida facil, adora incumprimento com a ilegalidade.
Que Presidente daCamara PP pensa a ter se permite construćoes ilegais na cidade ? Que Presidente da Camara PAICV pensa a ter se apoia a construćoes ilegais ? Meu Deus, que mundo é esse ? Um politico apoia a clandestinidade !! Sô para ganhar o voto? Kkkk cabo verdiano deixou de ser burro desde 1990
Responder